Debelada a corrupção, se a crise continuar, o que Caiado dirá aos goianos?

O governo terá coragem para enfrentar o custo do Poder Judiciário e do Ministério Público?

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), diz que a causa dos problemas de Goiás é a corrupção. Digamos que um dos problemas seja mesmo a corrupção. Mas, se debelada de vez — o que é sempre difícil —, e os problemas continuarem, o que dirá o gestor?

A ex-secretária da Fazenda Ana Carla Abrão disse que, com penduricalhos que se tornaram parte dos salários, a folha de pagamento do governo goiano chega a 76,8% da arrecadação. Somando isto com o serviço da dívida e o custeio da máquina, não sobram 3% para investimentos. Então, mesmo sem corrupção, o Estado continuará sem recursos para investir — dependendo de empréstimos e apoios do governo federal.

O governo de Caiado, orientado pela secretária da Economia, Cristiane Schmidt, vai ter coragem para sugerir cortes de gastos no Poder Judiciário e no Ministério Público?

Bem, não há mais corrupção, em tese. Por que, então, a crise? A culpa é de quem?

5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jair nunes

Gente quem não ajuda atrapalha deixem o governo trabalhar e vamos ver no que dá… gente para criticar e o que mais têm mas para ajudar não aparece ninguém . Tem que melhor e para o povo e não para quem está sugando o governo corta o que tiver que cortar e faça o que tem que fazer . Melhorias tem que ser na saúde segurança e educação primeiro educação depois saúde e segurança. Em vez de criticar dê sugestões boas para somar . Valeu um A BÇ…..

Pedro

gastos com a máquina pública, que com certeza podem ser cortados, e acredito que o Governador ainda vai rever muitos gastos desnecessários.

Fabíola Dantas

Retirar tds os comissionados do Tce. Alivia essa problemática td

Márcio Antônio

Poder Judiciário, Ministério Público, TCE e TCM, aja dinheiro para bancar as mordomias desta casta seleta do funcionalismo estadual. É certo que o governador nao vai ter coragem de cobrar corte de mordomias desta turma.

Charles

Difícil viu, alguém sabe aí de um supermercado que vende fiado?, até hj tô fazendo bola pagando juros por falta do pagamento de dezembro, casa de pobre e comparado a uma catraca quebrou um dente enrrola tudo bagunça tudo!