Como Daniel Vilela não quer aliança, Marconi deve disputar o governo com o apoio de Darrot e Mabel

A disputa eleitoral de 2022, para o governo do Estado, poderá ocorrer entre o governador Ronaldo Caiado e o ex-governador tucano

Sandro Mabel e Marconi Perillo: inimigos que se tornaram aliados | Foto: Reprodução

Marconistas têm ouvido, de seus principais líderes, que a chapa dos sonhos para 2022 inclui Gustavo Mendanha (governo), Jânio Darrot (vice) e Sandro Mabel (senador). Mas eles acreditam, apesar do que têm ouvido, que Mendanha não será candidato, apesar da empolgação inicial. Apostam que o presidente do MDB, Daniel Vilela, com o apoio de Iris Rezende — o emedebista que nunca mudou de partido, numa fidelidade que impressiona —, vai compor a chapa do governador Ronaldo Caiado, do partido Democratas.

Sem o MDB na chapa, porque Daniel Vilela já afastou qualquer possibilidade de aliança, a tendência é que Marconi Perillo, do PSDB, seja candidato a governador, com Jânio Darrot, do Patriota, na vice e o empresário Sandro Mabel como candidato a senador.

Jânio Darrot e Marconi Perillo: aliados há vários anos | Foto: Reprodução

A tese de Marconi Perillo, em conversa com um ex-deputado federal, é que não e pode deixar Ronaldo Caiado sem adversário. Mesmo sabendo que é uma causa tida como perdida pelo próprio tucanato, dada sua imensa rejeição, o tucano avalia que é preciso colocar um nome na disputa para confrontar no presente e criar musculatura para o futuro.

Já Sandro Mabel, em tempos idos “inimigo” juramentado de Marconi Perillo, tem afirmado que, se ninguém quiser disputar, colocará seu nome no jogo. Consta que um político-empresário teria oferecido 10 milhões de reais para qualquer candidato consistente contra Ronaldo Caiado. Seu nome preferido é Gustavo Mendanha. “Mas o fato é que Mabel, um negociante astuto, não acredita que Gustavo será realmente candidato. Ele aposta que, na hora agá, o prefeito de Aparecida de Goiânia, por receio de perder o poder na sua cidade e de ficar falando sozinho na planície, pode desistir da disputa. Por isso, a tendência é que Mabel feche um pacto político eleitoral com Marconi Perillo e Jânio Darrot”, afirma um tucano.

A disputa em 2022, há quem postule, será entre o governador Ronaldo Caiado (Democratas) e o ex-governador Marconi Perillo. É a tendência. Mas o tucano tem falado que pode disputar mandato de deputado federal, com o objetivo de se recolocar na política. Para governador, tem admitido, pode até disputar, mas sabendo que se trata de uma causa perdida — dada sua imensa rejeição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.