A Cidade de Goiás, por ter sido capital, é um dos municípios mais emblemáticos do Estado. Por isso, a disputa pelo comando da prefeitura sempre ganha destaque na imprensa.

O prefeito Aderson Gouveia, do PT, vai disputar a reeleição. Aliados sustentam que faz uma administração qualitativa, sem escândalos. Oposicionistas contestam: o gestor municipal seria “pouco criativo”. Seria expert “apenas no arroz com feijão”.

De qualquer, as fontes ouvidas sugerem que Aderson Gouveia é um candidato “forte”. Primeiro, porque está no poder e o peso da máquina conta bastante. Segundo, é filiado ao PT, portanto terá o apoio dos deputados Adriana Accorsi, Rubens Otoni, Mauro Rubem e Bia Lima e do presidente Lula da Silva. Há uma expectativa de que, nos próximos dois anos, o petismo, via Presidência da República, vai injetar recursos no município. Terceiro, o PT tem uma tradição política sólida na cidade.

Professora Selma Bastos: se disputar, desequilibra o jogo político | Foto: Divulgação

Há um porém. Candidata pelo Solidariedade, Professora Selma Bastos foi bem votada para deputada estadual em Goiás (4617 votos, 33,02%), mas não foi eleita. O prefeito Aderson Gouveia teria apoiado seu pleito, mas o PT não (a ex-prefeita havia sido filiada ao partido), o que teria provocado um certo “estremecimento” político, de acordo com um membro do diretório. O deputado estadual Antônio Gomide, do PT, obteve 257 votos (1,84%) na cidade.

Selma Bastos pode ser a candidata do Solidariedade (ou talvez pelo União Brasil, partido do governador Ronaldo Caiado) a prefeita, em 2024, daqui a um ano e oito meses? O quadro é de indefinição. Dada a força da mestre, que é querida no município, Aderson Gouveia quer o seu apoio.

Se Selma Bastos for candidata, as coisas se complicam para Aderson Gouveia. “A tendência é que os dois se unam”, afirma um político local.

Dr. Elber Carlos, do Avante, é cotado para a disputa. Em 2020, ficou em terceiro lugar, com 3095 votos (22,21%). Aderson Gouveia foi eleito com 4.176 votos (29,96%) e Cesinha (Cosmo César dos Santos) ficou em segundo lugar, com 3.920 (28,13%). A diferença entre os três não foi grande.

Cesinha perdeu para Aderson Gouveia por 256 votos. Em termos percentuais, a diferença foi de 1,83%. A vitória se deu, como dizem os políticos da cidade, por um “beicinho de pulga”.

Comenta-se que os produtores rurais do município planejam lançar um candidato a prefeito, que pode ser Flávio Arraes ou Leonardo Saddi. Outros nomes que foram mencionados pelas fontes entrevistadas: o ex-vereador Reginaldo Adorno (PSDB), o vereador Fabrício Godinho (União Brasil), a vice-prefeita Zilda Lobo (pP), a ex-vereador Thalyta Curado (MDB).