Cidadania pode não ter candidato a deputado estadual e federal em Goiás

No país, o partido tem força política. Mas em Goiás está à beira da extinção. Abnegados militantes vão tentar reerguê-lo

O Cidadania pode se tornar o dinossauro dos partidos políticos em Goiás. Está à beira da extinção.

No momento, o partido não nenhum pré-candidato a deputado federal e estadual no Estado.

Pintura de Igor Morski

O vice-governador Lincoln Tejota deixou o Cidadania e, por isso, não montou as chapas para deputado estadual e federal.

Um grupo de militantes, que estava relativamente afastado, está tentando fazer das tripas coração para reerguer o partido e lançar candidatos.

Não será fácil bancar 18 candidatos a deputado federal e 42 candidatos a deputado estadual.

O historiador Gilvane Felipe tem sido procurado por militantes para tentar reerguer o Cidadania em Goiás.

Posicionamento

O Cidadania Goiás informa que não procedem às afirmações de que não terá candidatos a deputados estaduais e federais nas eleições de 2022 e que, nos últimos dois anos, se tornou uma das siglas que mais cresceram no Estado, com mais de dois mil filiados, 9 prefeitos, 16 vice-prefeitos e 119 vereadores eleitos no pleito de 2020.

Após uma decisão da Executiva Nacional do partido, foi definida a federação com o PSDB, o que significa que a chapa será composta por membros dos dois partidos. O Cidadania esclarece ainda que Gilvane Felipe não compõe a Executiva Estadual e, portanto, não participa das decisões que envolvam a sigla.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.