A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Goiânia aprovou um projeto que permite o pagamento de serviços públicos com possibilidades de pagamentos que vão além do dinheiro em espécie. Caso seja aprovado na Casa, parques como o Zoológico poderão cobrar as taxas de entrada por outras formas de pagamento, como PIX e cartões de crédito e débito. 

A ideia é do vereador Lucas Kitão (PSD). Ele quer que a capital fuja do óbvio e dê aos goianienses possibilidades de pagamento por outros meios sem ser dinheiro em espécie, incluindo vários tipos de serviços públicos que hoje contam apenas com uma modalidade de cobrança do ingresso. 

Essa limitação, de acordo com o vereador, é um desincentivo ao turista e ao goianiense, que já se acostumaram com outras formas de pagamento no mercado e têm usado, cada vez menos, o dinheiro em espécie.

“Nossa intenção é atender a maior parte da população que utiliza outros serviços de pagamento que já se tornaram mais cômodos e seguros para todos. É necessário avançar. Por isso precisamos adequar a lei, para que Goiânia avance para atender as necessidades da população, e garantir o direito irrestrito aos serviços prestados, independentemente da forma que escolher para fazer o pagamento”, justifica.  

Após a aprovação, o texto segue em tramitação na Casa e precisa ser apreciado em Plenário. Caso aprovado, o texto ainda precisa ser sancionado pelo Paço Municipal, que terá até 180 dias para cumprir a nova lei.