Carlos Veículos quer se apresentar como candidato alternativo a prefeito de Goianésia

O MDB e o PSDB se uniram e devem disputar a eleição com Pedro Gonçalves para prefeito e Marco Antônio para vice

Há uma crise política em Goianésia. O prefeito Renato de Castro foi barrado no baile pelo presidente do MDB, ex-deputado federal Daniel Vilela — que tomou a decisão de que o partido não lhe dará legenda para a disputa da reeleição. O MDB planeja lançar Pedro Gonçalves para prefeito, com o delegado de polícia Marco Antônio Maia, do PSDB, na vice. Renato de Castro recorreu à Justiça para firmar sua candidatura, mas dificilmente o Judiciário concordará com seu pleito.

Carlos Veículos: nome da terceira via em Goianésia | Foto: Reprodução

Antes o caos instalado na cidade, o empresário Carlos Veículos, de 52 anos, planeja se apresentar como o candidato da terceira via, o postulante alternativo. “Se eu tiver legenda, vou para a disputa”, afirma. Ocorre que pertence ao PSD, partido dirigido por Vilmar Rocha, que é ligado aos irmãos Jalles Fontoura e Otavinho Lage, do PSDB. Os hermanos são patrocinadores da chapa Pedro Gonçalves-Marco Antônio. “Tenho experiência como gestor e como político”, frisa. Embora tenha rompido politicamente com Renato de Castro, Carlos Veículos foi eleito vice-prefeito do emedebista na disputa de 2016.

Se for barrado pela cúpula do PSD — à qual, até agora, só tem elogios —, Carlos Veículos deve disputar mandato de vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.