Bolsonaro pode assumir comando do PRTB no país e Major Vitor Hugo assumir em Goiás

O PRTB pode ganhar o passe dos deputados Major Vitor Hugo e Paulo Trabalho e do ex-senador Wilder Moraes

O presidente Jair Bolsonaro quer um partido pra chamar de seu. Negociou com líderes de Patriota, PSL, PSC, PMB, DC, PL e PTB. Mas a todos disse a mesma: quer levar toda a sua turma e quer mandar no partido. Não quer ser capitão ou coronel. Quer ser general — o comandante. Todos querem o presidente, garantia de base parlamentar fortalecida a partir de 2022. Mas ninguém quer entregar o poder de mão-beijada. Poder, no caso, são os diretórios estaduais e, claro, o fundo partidário e o fundo eleitoral.

Jair Bolsonaro e Major Vitor Hugo: o PRTB pode ser a nova casa de ambos | Foto: Reprodução

Ante a resistência dos partidos citados, Bolsonaro abriu conversações com o PRTB. Com a morte de Levy Fidelix, o seu filho, Levy Filho, assumiu o comando. Ele admitiu ao presidente que o partido está de portas abertas e que lhe entregará o comando. O vice-presidente Hamilton Mourão é filiado ao partido, mas, segundo o líder, não vai colocar qualquer obstáculo. Se colocar, terá de sair.

Major Vitor Hugo, deputado federal, e Paulo Trabalho, deputado estadual | Foto: Reprodução

Em Goiás, se o acordo for fechado, o deputado federal Major Vitor Hugo deve assumir a direção do PRTB. O deputado Paulo Trabalho, como sempre disse que vai acompanhar Bolsonaro, em qualquer partido, possivelmente se filiará ao PRTB. O ex-senador Wilder Morais também é cotado para migrar do PSC para o PRTB.

Eduardo Bolsonaro e Wilder Morais: novos rumos | Foto: Divulgação

Segundo a revista “Veja”, na nota “Um novo e possível surpreendente destino partidário para Bolsonaro”, Bolsonaro vai “anunciar sua nova legenda até o fim deste mês”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.