Bolsonaro diz que precisa de Wilder no Senado

Favorito a presidente recomenda reeleição de goiano por ser defensor do agronegócio, de Goiás e do Brasil

Wilder Morais e Jair Bolsonaro: parceria política

O senador Wilder Morais (DEM de Goiás) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL do Rio de Janeiro) ficaram amigos no Congresso Nacional. As pautas em comum, como os ataques ao Estatuto do Desarmamento e a defesa da segurança pública uniram os dois parlamentares. Agora, ambos estão em campanha e um diz que precisa do outro para exercer o mandato. Não, não foi Wilder quem disse a frase, mas Bolsonaro: “Com a vitória de Wilder, ganha Goiás, ganha o Brasil e, porque não dizer, né, ganha o futuro presidente da República em ter esse amigo dentro do Senado Federal”.

Se Bolsonaro precisa de Wilder, é assunto para 2019, mas o senador goiano precisa do deputado do Rio e o presidenciável tem feito sua parte. Quando ainda se restabelecia do atentado que sofreu em Minas Gerais no mês passado, Jair escalou o filho Eduardo Bolsonaro para vir a Goiás prestigiar Wilder. Eduardo gravou vídeo dizendo o que os wilderistas já repetiam: “Wilder é o senador de Bolsonaro em Goiás”. Agora, o próprio Jair saiu em defesa do amigo, afirmando que precisa dele para governar.

O vídeo foi feito por Bolsonaro em ambiente doméstico, sua própria casa, no Rio de Janeiro. Enquanto a rotina segue na cozinha da residência, alguém com celular grava as imagens que viralizariam na tarde de sexta, 5. Uma das viagens do presidenciável seria para Goiás, para andar com Wilder em Goiânia, Aparecida e no Entorno de Brasília. A discussão sobre o melhor dia na agenda foi interrompida e, afinal, anulada após a facada em Juiz de Fora.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.