Bolsonaro deve apoiar Vanderlan Cardoso para governador de Goiás

O presidente deve bancar Major Vitor Hugo para senador ou até para deputado federal

Aliados do presidente Jair Bolsonaro têm confidenciado, em Brasília, que seu palanque em Goiás será comandado pelo senador Vanderlan Vieira Cardoso, de 59 anos. Isto significa, porém, mais do que apoio: o chefe do Executivo opera, no momento, para que Vanderlan dispute o governo de Goiás, em 2022.

Jair Bolsonaro e Vanderlan Cardoso: aliados | Foto: Divulgação

O senador goiano, nascido em Iporá, está muito próximo de Bolsonaro e foi um dos operadores da aprovação de André Mendonça — no Senado — para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF)

A tendência, se disputar o governo, é que Vanderlan Cardoso troque o PSD pelo PL de Valdemar Costa Neto, Magda Mofatto e Bolsonaro.

A fonte brasiliense informa que Bolsonaro ainda esperar obter o apoio da União Brasil, o que levaria a uma composição com o governador Ronaldo Caiado (a rigor, o presidente gostaria de obter seu apoio, dado seu favoritismo na disputa pela reeleição).

Jair Bolsonaro e Major Vitor Hugo: a caminho da disputa para senador ou para deputado federal | Foto: Divulgação

O que fazer com o deputado federal Major Vitor Hugo? Bolsonaro, na verdade, prefere que dispute mandato de senador (ou até de deputado federal). Para dois políticos goianos, ele disse que seu problema, nos últimos meses, tem sido o Senado. Por isso vai trabalhar para eleger uma bancada de senadores. Há um consenso de que, para o governo, Vitor Hugo seria piaba em lago cheio de piranhas.

Já o PSD pressiona para que a base de Ronaldo Caiado aceite, o mais rápido possível, o ex-ministro Henrique Meirelles como candidato a senador. O PSD, se Vanderlan Cardoso sair para disputar o governo, não o apoiará. Porque já assumiu compromisso de que a vaga na chapa majoritária é para Henrique Meirelles. Um integrante do PSD é peremptório: “Não apoiar Meirelles para senador, depois de tê-lo buscado em São Paulo, com fanfarra e banda de música, é ‘traição’”. Sobre Vanderlan Cardoso, não quis se posicionar de maneira abrangente: “O ideal é que siga o partido”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.