Bolsa de apostas para o novo secretariado de Marconi

bas3

Na semana passada, auxiliares do governador Marconi Perillo e deputados eleitos e reeleitos elaboraram, a pedido do Jornal Opção, a lista do possível secretariado do quarto governo do tucano Marconi Perillo. Pelo menos cinco entrevistados chamaram a lista de “bolsa de apostas”. Outros optaram por nominá-la de “especulação”. O leitor encontrará o nome de uma pessoa sugerido para mais um de cargo.

O listão dos favoritos:

Agecom — Orion Andrade, Carlos Maranhão, Danin Júnior.

Agel — Júnior Vieira (Célio Silveira e Jovair Arantes disputam a agência para algum aliado) e Francisco Bento.

Agetop — Jayme Rincón (o único hors concours).

Agricultura — Heuler Cruvinel (favorito), José Mário Schreiner, Roberto Balestra e Robledo Rezende.

Chefe de gabinete — Eduardo Zaratz, Joaquim Mesquita, Joaquim de Castro (citado para o TCM na vaga de Virmondes Cruvinel) e João Bosco Bittencourt.

Cidadania e Trabalho — Flávia Morais (favorita), Virmondes Cruvinel Filho e Tales Barreto.

Cidades — Roberto Balestra e João Balestra.

Cultura — Aguinaldo Coelho, Nasr Chaul, Décio Coutinho, Fernando Cupertino e Edival Lourenço.

Detran — João Furtado e Horácio Santos.

Educação — Raquel Teixeira, Fernando Pereira dos Santos, Vanda das Dores Siqueira Batista, Edward Madureira (cotado, mas não quer) e Vilmar Rocha.

Emater — Antenor Nogueira (com certa rejeição).

Escritório de Representação em Brasília — Gilvane Felipe, Luiz Alberto Bambu e Simão Cirineu.

Fazenda (Sefaz) — Giuseppe Vecci (afirma que prefere ficar na Câmara dos Deputados), Jalles Fontoura (agrada o Fisco, mas reluta em deixar a Prefeitura de Goianésia), José Paulo Loureiro (há quem diga que prefere ficar na iniciativa privada), José Taveira (é um curinga) e Simão Cirineu (pela coragem de dizer “não” e de não fazer “média”).

Goiás Turismo — Eduardo Machado. Francisco Bento ou uma indicação da deputada federal eleita Magda Mofatto (se parar de plantar notas em jornais, numa pressão nada sutil).

Governo (união de Casa Civil, Justiça e Articulação) — Frederico Jayme, Vilmar Rocha, Joaquim Mesquita, Henrique Tibúrcio e Eduar­do Machado.

Habitação (se criada, incorpora a Agehab) — Marcos Abrão (prefere ficar na Câmara dos Depu­tados) e Carlos Maranhão.

Indústria e Comércio — Bill O’Dwyer, Jean Carlo, Frederico Jayme e Alexandre Baldy.

Infraestrutura — Danilo de Freitas.

Juventude (pode ser uma diretoria ou superintendência da Secretaria de Governo) — Rodrigo Zani.

Meio Ambiente — Jacqueline Vieira.

Metrobus — Padre Ferreira.

Particular — Glória Miranda, Gilvane Felipe e João Bosco Bittencourt.

Saneago — Julinho Vaz.

Saúde — Halim Girade, José Taveira, Antônio Faleiros, Cristina Lopes e

Francisco Azeredo (o grupo de Lincoln e Sebastião Tejota tem interesse na pasta).

Sectec — Francisco Júnior, Vilmar Rocha e Mauro Faiad (bancado por Giuseppe Vecci).

Segplan — Leonardo Vilela (nome apoiado por Giuseppe Vecci) e Marcos Abrão.

Segurança Pública — Joaquim Mesquita, Frederico Jayme (em alta), José

Paulo Loureiro, Henrique Tibúrcio e João Campos.

VLT — Carlos Maranhão e João Balestra.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

João Paulo Silveira

O tempo passa, o tempo voa….