Batalha em Porangatu tende a ser entre o Podemos de Vanuza Valadares e o MDB de Márcio Luis

O prefeito Pedro Fernandes não pode ser subestimado pelos adversários. Mas, se controla a máquina, também tem desgaste como gestor

Vanuza Valadares: candidata a prefeita pelo Podemos | Foto: Divulgação

O quadro eleitoral em Porangatu — cidade mais emblemática do Norte de Goiás — está chamando a atenção de políticos, marqueteiros e pesquisadores. Lá trava-se um dos maiores embates eleitorais do pleito de 2020. Rigorosamente, até o momento, dependendo das pesquisas — e há levantamentos para todos os “gostos” —, há um empate técnico entre os três candidatos mais consistentes, Vanuza Valadares, do Podemos, Márcio Luis da Silva, do MDB, e Pedro Fernandes, do Progressistas. José Uilton, do PT, figura em quarto lugar.

Márcio Luis da Silva, candidato a prefeito pelo MDB | Foto: Facebook

Os quatro candidatos são qualificados e têm uma história positiva.

Vanuza Valadares foi deputada estadual e presidente da Ceasa, em Goiânia. O governador Ronaldo Caiado tem o maior respeito pela ex-parlamentar porque a avalia como uma gestora eficiente (em pouco tempo, ajustou o Ceasa). Na maioria das pesquisas, aparece na liderança, ora descolando, ora não descolando. Ela conta com o apoio de Ronaldo Caiado e do deputado federal José Nelto, presidente estadual do Podemos. Seu vice é o Capitão Pires (PSL), um militar do Exército, conhecido como “Bolsonaro de Goiás”.

Pedro Fernandes: candidato a prefeito pelo Progressistas | Foto: Reprodução

Márcio Luis é advogado e empresário. Reuniu uma frente política considerável e se apresenta como o “fato novo” da política local. Ele conta com o apoio do presidente do MDB, Daniel Vilela, do ex-governador Maguito Vilela e do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha. A tendência é que a polarização se entre Márcio Luis e Vanuza Valadares. A vice do emedebista é a jornalista Sheilismar Ribeiro, do PDT da deputada Flávia Morais.

José Uilton: candidato a prefeito pelo PT | Foto: Divulgação

Pedro Fernandes é o prefeito de Porangatu. Sua gestão começou mal, em banho-maria. Mas, no último ano, melhorou. Ele opera a máquina pública, quer dizer, não pode ser subestimado por nenhum de seus adversários. Tanto que, num primeiro momento, estava fora do jogo e, de repente, voltou ao pelotão de frente. Pesa contra ele o desgaste dos três primeiros anos e também o fato de que os eleitores podem querer renovação — com Vanuza Valadares ou Márcio Luis. Conta com o apoio do deputado federal Adriano do Baldy, do Progressistas, e do ex-ministro Alexandre do Baldy. Seu vice é o ex-vereador Odair de Amorim Teixeira, do Progressistas.

José Uilton é funcionário do Banco do Brasil e foi vereador. É considerado um político tanto experiente quanto respeitado. Mas não tem estrutura para competir de igual para igual com os pesos-pesados Vanuza Valadares, Márcio Luis e Pedro Fernandes. Conta com o apoio do ex-deputado federal Rubens Otoni, do PT. Sua vice é Estela Márcia, do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.