Base de Baldy fica em Goiás, não em Brasília. Por isso deve compor com José Eliton

Ministro Alexandre Baldy, deputado Daniel Vilela e governador José Eliton | Fotos: Arquivo Jornal Opção

 

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, está próximo do pré-candidato do MDB a governador, Daniel Vilela. Na sexta, 22, chegaram juntos em Anápolis (viajaram no mesmo avião).

Nos bastidores, Baldy afirma, e não só para os íntimos, que gosta de Daniel Vilela, e até gostaria de apoiá-lo. Mas, como presidente do PP em Goiás, tem compromisso com seus líderes e militantes — que querem apoiar a reeleição do governador José Eliton (PSDB).

Aliados garantem: Baldy tem agido como bombeiro. Não quer ficar mal com o presidente Michel Temer, que pediu-lhe para apoiar Daniel Vilela, mas sua base política, aquela com a qual contará para projetos futuros, não fica em Brasília, e sim em Goiás.

O que se diz em Brasília é que o futuro de Michel Temer acaba em 31 de dezembro de 2018, numa segunda-feira. Em seguida, irá curtir aposentadoria, pouco se importando com o futuro de Baldy em Goiás.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.