Baldy levou o governo federal a investir 2 bilhões de reais em Goiás

Ciro Nogueira informa que o ministro das Cidades contribuiu para a eleição de políticos do PP em vários Estados do país

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, contribuiu para a vitória de dois deputados federais, Adriano do Baldy e Alcides Ribeiro, e de um senador, Vanderlan Cardoso, todos por seu partido, o PP. Mas quem conversa com o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, fica sabendo que o jovem ministro contribuiu para eleger políticos em todo o país. Ele levou obras para vários Estados e se tornou a ponte de vários candidatos em todas as regiões do vasto Brasil. Nogueira costuma mencioná-lo como “craque” e “Sr. Eficiência”. “O Brasil pede que Baldy seja mantido como ministro, porque é um político moderno, hors concours”, afirma um pepista.

Em Goiás, lutando contra a burocracia do governo federal, conseguiu investir quase 2 bilhões de reais. Isto de novembro de 2017 a outubro de 2018 — menos de um ano, o que é um recorde absoluto.

Na quinta-feira, 18, Baldy assinou com o governador de Goiás, José Eliton (PSDB), uma ordem de serviço para a construção de 383 casas na cidade de Planaltina, no Entorno de Brasília.

A ação de Baldy pode ser verificada no residencial Nelson Mandela, em Goiânia, nas obras de construção da adutora do Ribeirão João Leite, na recuperação da Marginal Botafogo (aquela que, quando ocorrem chuvas, desmorona), na assistência a vítimas de erosão em Ceres (Norte de Goiás).

Articulado, o ministro foi decisivo para destravar a obra do BRT em Goiânia e, também, para antecipação da campanha de vacinação da gripe H1H1.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.