Ato de José Carlos pra tentar vencer eleição na Fecomércio prejudica Confederação do Comércio

Se prevalecer, tese pode provocar um efeito em cascata, com a expulsão em massa dos sindicatos em todo país, o que prejudica a Confederação Nacional do Comércio

José Carlos Palma: iniciativa pode esvaziar a Fecomércio

A eleição da Federação do Comércio de Goiás pode ganhar ares nacionais. Faltando uma semana para as eleições de 11 de maio, José Carlos Palma, da chapa Representatividade e Inovação, pediu a expulsão de nove sindicatos que apoiam Marcelo Baiocchi, da chapa Fecomércio Somos Nós. Isso significa um a cada três sindicatos da entidade e a manobra lhe daria a vitória. No voto, a chapa de Marcelo tem maioria de sindicatos, 15, contra 12 de José Carlos.

A justificativa do candidato: os nove sindicatos não fizeram nada de irregular, mas teriam outra federação nacional e, portanto, devem ser expulsos da Fecomércio, mesmo um deles sendo o Sindicato do Turismo, fundado da Federação em 1948.

A pergunta que não quer calar: por que, em anos de militância, José Carlos só se lembrou em expurgar sindicatos agora, quando se tornou candidato a presidente da Fecomércio? Outra indagação: por que o expurgo apenas dos sindicatos aliados de Marcelo Baiocchi?

Uma resposta para “Ato de José Carlos pra tentar vencer eleição na Fecomércio prejudica Confederação do Comércio”

  1. CLAUBER ANTONIO DOS REIS MENDES disse:

    Esse repórter está mal informado! E muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.