Ataques à Dilma Rousseff começam a ser explicados

Nenhum membro da cúpula do PMDB, sobretudo os deputados federais, quer falar sobre o assunto, mas começa a se desenhar uma explicação sobre os motivos que levaram Iris Rezende a tecer severas críticas à presidente Dilma Rousseff (PT), dias atrás. Acontece que Iris, que não costuma colocar dinheiro próprio em suas campanhas, estava esperando um repasse do PMDB nacional para usar na campanha.

Esse dinheiro viria do PT nacional, visto que os partidos compõem a chapa que disputa a reeleição à Presidência. Acontece que Renan Calheiros (PMDB-AL), por conta própria, fez a distribuição da verba — aproximadamente R$ 35 milhões — e dividiu o dinheiro entre os Estados em que o PMDB tem candidato ao governo com o apoio do PT — Rondônia, Amazonas, Paraíba, Pará e Alagoas. Para Goiás, que tem candidatos dos dois partidos disputando o governo, não sobrou dinheiro.

O que corre nos bastidores é que Iris ficou tão nervoso, visto que contava com o repasse, que disparou contra Dilma.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.