Padre Ferreira vai assumir a vaga de Valin. Júlio da Retífica e José Vitti devem disputar a vice-presidência da Assembleia Legislativa de Goiás 

O Diário Oficial de quarta-feira, 3, circulou com a portaria de aposentadoria do conselheiro Milton Alves (que dizia que só se aposentadoria em 2015) e a Assembleia Legislativa indicou o presidente Helder Valin para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE). Os 36 deputados que estavam em plenário votaram a favor do parlamentar tucano. Bruno Peixoto (PMDB), da Comissão de Constituição e Justiça, divulgou um relatório inteiramente favorável a Valin, que assume a vaga no TCE na próxima semana.

A Assembleia Legislativa passará a ser presidida por Helio de Sousa, do DEM, e uma eleição deve decidir quem será o vice, possivelmente José Vitti ou Júlio da Retífica, ambos do PSDB.

Padre Ferreira, de Rio Verde, vai assumir a vaga de Valin na Assembleia.

Uma das curiosidades é que o prefeito de Catalão, Jardel Sebba (PSDB), ligou para o deputado Humberto Aidar, do PT, para dizer que estava “feliz” com a escolha de Valin. Os dois são aliados e amigos. Sebba, ao lado do vice-governador José Eliton, foi o principal “cabo eleitoral” do tucano.