As dez prováveis campanhas mais acirradas dos municípios goianos em 2016

Adib Elias e Jardel Sebba: vão preconizar uma guerra eleitoral em Catalão | Fotos: reprodução / Facebook / Y. Maeda / Alego

Adib Elias e Jardel Sebba: vão preconizar uma guerra eleitoral em Catalão | Fotos: reprodução / Facebook / Y. Maeda / Alego

Às vezes pensa-se que uma eleição será muito difícil e, de repente, aparece um candidato e ganha a eleição com facilidade. Mesmo assim, é possível especular sobre as dez campanhas mais complicadas de 2016.

Anápolis

As eleições no município são, muitas vezes, surpreendentes. Ernani de Paula e Antônio Gomide foram eleitos com relativa facilidade, embora não fossem, de cara, os favoritos (o petista se tornou hors concours na reeleição, depois de uma gestão notável). O deputado Carlos Antônio aparece como favorito, mas especialistas sugerem que a disputa se dará entre o prefeito João Gomes, do PT, e Alexandre Baldy, do PSDB. Deve ser estrutura contra estrutura.

Aparecida de Goiânia

Sem o prefeito Maguito Vilela no páreo, todos os postulares se tornam “japoneses”. Mas não há dúvida de que o embate se dará entre o candidato do prefeito — Euler Morais, Gustavo Mendanha ou Sandro Mabel — e um nome apoiado pelo PSDB, Ozair José, Silvio Benedito ou Alcides Ribeiro.

Catalão

A disputa no município é sempre uma guerra. O deputado Adib Elias é um páreo duríssimo para o prefeito Jardel Sebba, que está melhorando sua imagem.

Formosa

Se não surgir um candidato consistente, o peemedebista Ernesto Roller pode ganhar a eleição com facilidade. Se Tião “Caroço” Monteiro for candidato, a configuração passa a ser outra. Caroço se considera, não adversário, e sim inimigo de Roller e fará tudo para derrotá-lo.

Goiânia

O peemedebista Iris Rezende aparece como favorito. Porém, dada a corrosão de seu nome, é provável que enfrente uma parada dura. A ideia de renovação pode derrotá-lo. Há nomes consistentes para enfrentá-lo: Jayme Rincón, Van­derlan Cardoso, Luiz Bittencourt, Waldir Soares e Luis Cesar Bueno.

Luziânia

A disputa deve ser uma verdadeira guerra. O favorito é Marcelo Melo, do PSDB, que vai tentar derrotar Cristóvão Tormin, do PSD, que, com o controle da máquina, vai lutar para manter-se no poder.

Porangatu

Júlio da Retífica, do PSDB, é o favorito, dado o desgaste do prefeito Eronildo Valadares. Mas as eleições no município sempre são difíceis

Rio Verde

O município terá três candidatos consistentes: Lissauer Vieira, da Rede, Heuler Cruvinel, do PSD, e Paulo do Vale, do PMDB. A divisão entre Vieira e Cruvinel favorece Vale. Mas o grupo que está no poder, mesmo dividido, é forte.

Senador Ca­nedo

Há um paradoxo: a gestão é bem avaliada pelo eleitorado, mas não o prefeito Misael Oliveira. Zélio Cândido, milionário, é o nome que mais ameaça Oliveira. Mas quem lidera as pesquisas é Divino Lemes, do PSD. Lemes “de­sidrata” durante a campanha.

Trindade

O prefeito Jânio Darrot demorou, mas conseguiu pôr a casa em ordem. O ex-prefeito Ricardo Fortunato havia criado uma espécie de regime caótico. O tucano Darrot deu a volta por cima, mas vai enfrentar uma pedreira, a deputada Flávia Morais, do PDT.

2 respostas para “As dez prováveis campanhas mais acirradas dos municípios goianos em 2016”

  1. Avatar Denis Robson disse:

    Aqui em Anápolis vamos eleger Baldy,chega de desmando, chega de traíragem,chaga de peteco!!!

  2. Avatar Antonio Alves disse:

    Ernane de Paula é o nome certo para Anápolis. Baldy vai ficar só baldyano mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.