Aos 105 anos, morre Comary Perillo, uma das mulheres mais idosas do Brasil

É tia paterna do ex-governador Marconi Perillo e irmã do ex-vice-prefeito de Palmeiras por três mandatos, Itamar Perillo

Nilson Jaime

Ao final da primavera de 2019, Goiás perdeu uma de suas mais sublimes flores. Faleceu em Goiânia, aos 105 anos, onde estava internada padecendo de complicações da idade, Comary Perillo de Oliveira, conhecida como dona Comary, a decana de Palmeiras de Goiás e uma das mulheres mais idosas do Brasil.

De tradicional família goiana, Comary nasceu no dia 13 de junho de 1914 em Curralinho (atual Itaberaí, “rio das pedras brilhantes”), filha do ex-deputado Luiz Perillo, e de dona Auristela da Silva Perillo.

Mudou-se para Palmeiras em 1928, com seus irmãos e pai, viúvo pelo recente passamento de sua esposa durante os trabalhos de parto em que nasceu Jorge Perillo, irmão de Comary e pai do cantor Fernando Perillo.

O pai de Comary, Luiz Perillo, foi genitor de uma prole de vinte filhos de seus dois casamentos (entre eles Cory, Iraídes, Francisco, Iron, Itiberê, Antônio, Itamar, Edmar, Palmerino, Palmerina, Maroca, Marconi e Genoveva). Foi deputado estadual neste Estado em duas legislaturas durante a Primeira República, ex-vice-prefeito de Curralinho (atual Itaberaí, Goiás) em três ocasiões e coletor estadual em Palmeiras, a partir de 1928. Dois tios de Comary, Francisco Perillo Júnior e Antônio Perillo, foram deputados por várias vezes antes de 1930 e seu avô, o italiano Francisco Perillo (patriarca da família Perillo no Brasil) foi intendente de Goiás, quatro vezes senador estadual e três vezes deputado estadual, na República Velha.

Comary era viúva do exator municipal por Palmeiras de Goiás, Lourival Bueno de Oliveira (Zêza) – da tradicional família Bueno de São Paulo, que migrou para Goiás – com quem teve cinco filhas, quatro ainda vivas. É tia paterna do ex-governador Marconi Perillo e irmã do ex-vice-prefeito de Palmeiras por três mandatos, Itamar Perillo.

No ano de 2010 recebeu da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás a Comenda Berenice Artiaga, em comemoração pelo Dia Internacional da Mulher e diversas outras homenagens e comendas, por ocasião de seu centenário, em 2014.

No início da década de 1970, quando jornaleiros em Palmeiras de Goiás, meus irmãos e eu lhe entregávamos, diariamente, os jornais “Folha de Goiaz” e “Cinco de Março”, que ela lia com avidez. Lúcida e detentora de ótima memória, era uma leitora contumaz de jornais e de livros, até seus últimos dias.

Fica um vazio em Palmeiras de Goiás e na residência mais antiga da velha Alemão, o icônico casarão da esquina das ruas Abel Coimbra e Capitão Machado, em que Comary foi criada e educou suas cinco filhas (Eunice, Marília, Tininha, Marlene e Fátima), ensinando-lhes grandes qualidades éticas e sociais.

Deixa muitas saudades, 17 netos (incluído o bicampeão mundial de Karatê-Dô, “sensei” Osvaldo Mendonça Júnior), três dezenas de bisnetos e diversos trinetos.

O sepultamento será no domingo, 22, às 14 horas no Cemitério São João Batista, em Palmeiras de Goiás.

Nilson Jaime é doutor em agronomia, escritor e colaborador do Jornal Opção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.