Antônio Gomide quer aliança com Daniel Vilela mas Rubens Otoni veta acordo

O vereador planeja ser vice do candidato do PMDB a governador, mas o deputado federal sugere que se trata de um dos aliados de Temer contra o PT

Antônio Gomide, vereador, e Rubens Otoni, deputado federal: o peemedebista Daniel Vilela divide os irmãos

Há um consenso em Anápolis a respeito dos irmãos Rubens Otoni e Antônio Gomide, do PT: eles não se dão bem, mas, por uma questão de sobrevivência política, sempre caminham juntos. Aliados de Gomide avaliam, nos bastidores, que hoje tem mais votos do que Otoni, mas, mesmo assim, precisa submeter-se ao projeto político do hermano mais velho (que nunca conseguiu se eleger prefeito do município).

Há um assunto que divide os irmãos fortemente. Gomide trabalha, em tempo integral, para ser vice do deputado federal Daniel Vilela, o pré-candidato do PMDB a governador de Goiás. Os dois dialogam com frequência e o peemedebista tem percepção de que um vice de Anápolis, uma cidade decisiva — que sempre tem contribuído para as vitórias do tucanato —, é seminal para sua campanha. Mas Rubens Otoni é radicalmente contrário à aliança com o PMDB, que aponta como um dos principais aliados do presidente da República, Michel Temer, no combate ao PT e ao ex-presidente Lula da Silva.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.