Anselmo dá bronca em geral e diz que vai proibir uso de celular em plenário

Anselmo deu bronca por conta do uso de celulares na sessão | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

Anselmo deu bronca por conta do uso de celulares na sessão | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

Durante apreciação de veto do prefeito Paulo Garcia (PT) nesta quarta-feira (19) o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Anselmo Pereira (PSDB), deu bronca geral nos colegas vereadores.

A sessão plenária, antes cheia por conta da cerimônia de posse de novo vereador, prendia a atenção de todos. Passadas as festividades, ficou vazia e pacata. Os poucos vereadores que restaram em plenário usavam seu smartphones, quando o tucano gritou: “Estou vendo uma dispersão muito grande. Eu vou fazer uma revolução e vou fazer com que ela seja cumprida. Vai ser muito pior para vocês ficar sem o uso do celular”, disse.

A fala do presidente repercutiu em risadas e apenas Cida Garcêz (SD) aplaudiu. Na segunda-feira (17), o líder da base aliada na Câmara, Carlos Soares (PT), jogava paciência durante depoimentos na CEI das Pastinhas, na Sala de Comissões da Casa.

“Gazeteiros”

Anselmo também deu bronca diretamente em Paulo Magalhães (SD), que usou a tribuna para cobrar a instalação de equipamento de ponto eletrônico na Câmara. Segundo o tucano, o colega chama a todos de “gazeteiro”, falta com respeito com os vereadores, o prefeito e o governador. Além de tudo, é “mais bem” tratado do que deveria pela mesa diretora.

Ao final da sessão, Anselmo foi para a copa da cozinha e o chamou para tomar um café. Outros vereadores estavam lá dentro. O que se ouviu foram gritos, especialmente palavras de baixo calão exclamadas repetidas vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.