Alexandre Baldy é o substituto ideal do governador Marconi Perillo?

Baldy e Marconi, o padrinho, durante inauguração do comitê em Anápolis

Baldy e Marconi, o padrinho, durante inauguração do comitê em Anápolis | Foto: Ascom

No fim da semana passada, o governador Marconi Perillo (PSDB) foi a Anápolis para participar da inauguração do comitê político de Alexandre Baldy. E o evento do candidato a deputado federal pode ter mostrado uma face interessante de Marconi: a atenção que tem dado à criação de novas lideranças. É, na verdade, uma necessidade, visto que esta será a quarta eleição ao governo disputada pelo tucano e, quem sabe, a quarta que vence. Assim, é necessário que o PSDB tenha um nome promissor para “assumir” o lugar em 2018.

Assim, segundo dizem os marconistas, o jovem Baldy — aos 34 anos — é a maior aposta de Marconi na revitalização de seu projeto. Parte daí a insistência para que o empresário e ex-secretário de Indústria e Comércio fosse candidato. Aliás, foi muito devido à atuação de Baldy à frente da SIC, que Marconi passou a ter olhos mais profundos com o anapolino. Quando foi chamado para assumir a pasta em 2011, Baldy, embora tenha sido pego de surpresa, assumiu e desenvolveu um trabalho considerado por muitos como “excepcional”. O principal argumento é de que a expansão econômica do Estado nunca foi tão consistente quanto nesses últimos anos. E muito disso é atribuído a Baldy.

Nos bastidores, Marconi diz ter se surpreendido com a capacidade de articulação do pupilo e também com seu bom trânsito no meio empresarial, inclusive com certas relações internacionais. E todo esse sucesso acabou por lhe abrir espaço no campo político, contando muito com o incentivo de Marconi. A candidatura do jo­vem aglomera também à própria campanha à reeleição do governador, visto que Baldy é anapolino e tem trânsito na cidade — que apoia Marconi, mas tem demonstrado, pelo menos até o momento, ter boa receptividade pelo candidato petista Antônio Gomide, que foi o gestor por mais de cinco anos.

Assim, Baldy entra como um grande cabo eleitoral para Marconi e deverá capitalizar as ações que o governo estadual fez em Anápolis. “Foram R$ 700 milhões em três anos e meio”, ele nunca deixa de lembrar. Os destaques são a construção do aeroporto de cargas e o centro de convenções.

Por isso, os projetos para o jovem empresário são grandes e deverá partir dele a onda de renovação que, de certo modo, tomará conta dos partidos a partir deste ano. Perfil e capacidade de crescimento, Baldy tem. E se ele conseguir aglutinar todas as expectativas que pesam sobre ele, Goiás verá um possível herdeiro político de Marconi.

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fabiano Oliveira

Goiás torce para que além de Alexandre Baldy 4555, novas lideranças surjam, renovando nossa política!!!OS MAUS NÃO QUEREM QUE OS BONS VENHAM PRA POLÍTICA!!!

José Paulo

Deus me livre desse Baldy, aventureiro, de Anápolis só conhece o DAIA e os residenciais fechados, político tem que ter cheiro de povo, apelo popular, disso o Baldy passa longe com suas bonitas e caras camisas e esse seu cabelo à lá Italiano !

Sfilter

Acho que vc esta equivocado meu amigo.. Essa pessoa q vc cita n é o Alexandre Baldy q eu e minha familia conhece e olha q somos todos humildes!