Governador de São Paulo e senador Ronaldo Caiado

De um tucano: “O candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, ficou irritado ao saber que o candidato do DEM a governador de Goiás, Ronaldo Caiado, decidiu não apoiá-lo — ao contrário da cúpula nacional do partido”. O caso pode caracterizar, até, infidelidade partidária.

Se for eleito presidente da República, Geraldo Alckmin não vai tratar o senador Ronaldo Caiado com a deferência com a qual o tratou até agora. Será visto como oposição.