Alckmin diz que é o Romário da política e quer ficar na janelinha. Dória, o Edmundo, fica no corredor

Foto: Alexandre Carvalho/A2img

Numa conversa recente, presenciada por jornalistas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, teria dito, em tom jocoso, que é o “Romário da política” e que o prefeito de São Paulo, João Dória, é o Edmundo.

Ocorre que Alckmin está na política há mais tempo, bancou João Dória para prefeito da maior cidade do país, enfrentando parte da cúpula do PSDB, que o rejeitava, e, por isso, avalia que tem o direito de ficar na “janelinha”. Quer dizer, exige ser o candidato do PSDB a presidente da República em 2018. De fato, é o Romário.

João Dória chegou há pouco no PSDB e, segundo aliados de Alckmin, já quer sentar-se à janelinha, ou seja, planeja disputar a Presidência, deixando o aliado na chapada. O prefeito está se comportando como Edmundo, o ex-craque do Vasco. Mas, segundo Alckmin, vai ficar mesmo é no corredor.

Uma resposta para “Alckmin diz que é o Romário da política e quer ficar na janelinha. Dória, o Edmundo, fica no corredor”

  1. Avatar Welbi Maia Brito disse:

    A tentativa de algumas pessoas de criar intrigas entre o governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria tem dado em nada. No máximo deixa confuso algum desavisado. Doria será um dos principais cabos eleitorais de Alckmin, sempre deixou público, e continua a afirmar que ele é seu candidato à presidência em 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.