Aidar deve assumir vaga de Resende no TCM. Mas Joaquim de Castro ainda não pode se aposentar

O presidente do tribunal afirma que não tem tempo de contribuição nem idade para se aposentar

Humberto Aidar: deputado estadual pelo MDB | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Deputados estaduais afirmam que dois conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios devem se aposentar brevemente: Nilo Resende e Joaquim de Castro, o presidente da instituição.

Nilo Resende, conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios | Foto: Reprodução

Nilo Resende teria confirmado a aposentadoria. A sua vaga, segundo os parlamentares, deverá ser ocupada pelo deputado estadual Humberto Aidar, do MDB. Será uma indicação da Assembleia Legislativa. Aidar já disse que, escolhido pela Casa, assumirá o cargo e, por isso, não será candidato à reeleição em 2022.

A segunda vaga iria para o secretário de Governo, Ernesto Roller. Seria uma indicação do governador Ronaldo Caiado, do partido Democratas.

Joaquim de Castro: presidente do TCM de Goiás | Foto: Alego

Consultado a respeito, Joaquim de Castro disse ao Jornal Opção no sábado, 6, que não procede que irá se aposentar agora. “Não basta ter cinco anos de TCM para se aposentar. Eu não tenho tempo de contribuição nem idade. As novas regras alongaram muito o prazo para aposentadoria”, afirma o conselheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.