8 políticos lutam pela suplência do candidato a senador Marconi Perillo

Se Marconi assumir algum ministério, o suplente ganharia um mandato com tranquilidade

Marconi Perillo | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Fica-se com a impressão de que a disputa pela suplência de Marconi Perillo, pré-candidato a senador pelo PSDB, é mais intensa do que a disputa pelo mandato de senador. Consta que até a irritadiça Lúcia Vânia (PSB) não hesitaria, se Demós­tenes Torres (PTB) crescer nas pesquisas de intenção de voto, em aceitar ser sua suplente.

O empresário José Garrote não é político, mas não hesitaria um minuto em aceitar a suplência. Ao contrário de Lúcia Vânia, não colocará a faca no pescoço de ninguém, mas, sim, adoraria a suplência do tucano-chefe.

Um tucano sustenta que Vilmar Rocha sonha, dormindo e acordado, com a suplência de Marconi Perillo. Se o tucano disser: “Vilmar…” Rocha grita de longe: “Tô dentro!” Indócil, o presidente do PSD precisa de um “agrado forte” para permanecer na base aliada. Geraldo Alckmin já disse que, se eleito presidente, Vilmar Rocha será ministro. No caso, se for suplente, Marconi Perillo assume o ministério e ele, o Senado.

Luana Baldy, mulher do ministro Alexandre Baldy, é cotada para a suplência do tucano. É um nome que chega cacifado. O PP está fortalecido, o que anaboliza a força política de seu presidente.

Gilvan Máximo é a aposta do PRB e da Igreja Universal para a suplência de Marconi. Ele e o ex-governador já conversaram a respeito. No momento em que parte dos evangélicos caminha para apoiar Ronaldo Caiado para governador, um suplente evangélico pode fazer a diferença. O deputado federal João Campos, do PRB, tem uma reeleição praticamente garantida. Mas não hesitará meio minutos se for convocado para a suplência. Aí Gilvan Máximo iria a deputado federal.

O apóstolo César Augusto, dos evangélicos mais poderosos de Goiás, também figura na lista dos possíveis suplentes de Marconi Perillo.

Vanderlan Cardoso é outro nome cotado tanto para ser vice de José Eliton quando suplente de Marconi Perillo.

Deixe um comentário