6 mosqueteiros que vão mandar no União Brasil, o maior partido do país

Luciano Bivar e ACM Neto são os mandachuvas. Rueda e Mendonça Filho também são nomes fortes

O União Brasil é o maior partido do Brasil. Conta com 82 deputados federais (alguns devem sair, mas outros devem chegar) e quase meio bilhão de Fundo Eleitoral-Fundo Partidário. São vários os líderes, tanto no plano nacional quanto no plano estadual. Mas os chefões nacionais são basicamente seis pessoas. Os dois mais poderosos são Luciano Bivar (PSL) e ACM Neto (DEM). A seguir, a lista em ordem alfabética.

ACM Neto e Luciano Bivar: os dois políticos que realmente vão mandar no União Brasil | Fotos: Reproduções

1
ACM Neto — secretário-geral

Seu poder no União Brasil assemelha-se ao de Luciano Bivar. A rigor, os dois são os poderosos chefões do novo partido.

2
Antônio Rueda — primeiro-vice-presidente

É um dos grandes operadores do PSL e também será do União Brasil. É considerado como uma ponte do presidente Jair Bolsonaro no partido. É o terceiro mais poderoso do UB (ou Ubra). (É ligado ao deputado federal Delegado Waldis Soares, de Goiás.)

3
Clóvis Cavalcanti — tesoureiro

Vai trabalhar com Maria Emília Gonçalves Rueda.

4
Luciano Bivar — presidente nacional

O poderoso chefão do União Brasil. A rigor, são dois os chefões: Bivar e ACM Neto.

5
Maria Emília Gonçalves Rueda — tesoureira

É a verdadeira caixa do partido. A chefona. Vai gerir uma fortuna. É do grupo de Bivar e Antônio Rueda.

6
Mendonça Filho — presidente da Fundação Indigo

Ligado a ACM Neto, fica encarregado da elaboração do norte ideológico do novo partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.