Uma das mais populosas cidades do Estado, Valparaíso de Goiás — localizada no Entorno de Brasília —, começa a ser chamada de Terras das Amazonas.

Esclarecendo: a disputa para comandar a prefeitura, em 2024, poderá ter três mulheres no páreo — todas candidatas consideradas fortes: Lêda Borges de Moura, Maria Yvelônia dos Santos Araújo e Rudilene Alves de Farias Nobre.

Lêda Borges: deputada federal pelo PSDB | Foto: Divulgação

Comenta-se na cidade, com base em pesquisas ainda não muito confiáveis (não porque sejam falsas, e sim porque o quadro de candidatos ainda não está definido), que a deputada federal Lêda Borges figura em primeiro lugar. E é possível. Até porque é a mais conhecida e disputa praticamente todos os pleitos. “Lêda disputa o primeiro lugar até em fila de banco”, brinca um aliado.

Secretária da Educação, Rudilene Nobre é aquele tipo de candidata que sai atrás e tende a chegar na frente. Porque pode conquistar o apoio do grupo do prefeito Pábio Mossoró (MDB) — o grande general eleitoral do município.

Política é, no geral, grupo. Aquele postulante que conta com o grupo mais estruturado, mais especializado em fazer campanha eleitoral, costuma ganhar. No momento, Rudilene Nobre é quem pertence ao grupo mais sólido.

A força de Lêda Borges advém dela mesma, e não de seu grupo, que é “menor” do que a deputada.

Maria Yvelônia, secretária de Relações Institucionais da Prefeitura de Goiânia | Foto: Divulgação

O grupo de Pábio Mossoró tem pelo menos cinco pré-candidatos a prefeito consistentes. E há uma reserva de luxo, a deputada estadual Zeli Fritsche, do União Brasil. Comenta-se que, se a parlamentar for candidata a prefeita, Lêda Borges retira o time de campo e permanece na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Maria Yvelônia conta com a força do Republicanos, que tem um líder forte no Entorno de Brasília, o presidente estadual do partido, Hildo do Candango, ex-prefeito de Águas Lindas. O partido é ligado à Igreja Universal, que tem forte presença na região.

Na eleição de 2020, Maria Yvelônia foi vice de Lêda Borges. Porém, em 2024, devem caminhar separadamente. No momento, a líder do Republicanos em Valparaíso integra, como secretária, a equipe do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz. (E.F.B.)