O Jornal Opção é filho do jornal “Opinião”, criado, na década de 1970, para criticar a ditadura civil-militar e, claro, interpretar o Brasil. Era um jornal posicionado — sim, de oposição e defensor da redemocratização do país.

Se o pai, o Opinião, acabou, seu filho, o Jornal Opção continua, tão posicionado e crítico quanto. Em 2025, daqui a dois anos, fará 50 anos. Meio século. Poucos jornais resistem tanto, e mantendo sua qualidade analítica.

Destaque-se que, de semanário, o Jornal Opção se tornou diário — com imensa força na internet, com acessos únicos multiplicados, na casa dos milhões.

Pois, se o Jornal Opção era filho, agora é pai. Sim, pai. E de gêmeos.

Os filhos ganharam o nome do pai, com ligeiro acréscimo, espécie de sobrenome: Jornal Opção-Tocantins e Jornal Opção-Entorno. Os gêmeos já estão falando — muito e bem — e andando, com passos firmes, independentes.

O Jornal Opção já está no Tocantins há vários anos, mantendo um correspondente em Palmas. Mas agora há, não um suplemento, e sim um Jornal Opção-Tocantins. Ou seja, as notícias são exclusivas do Estado — que, a rigor, é o irmão caçula de Goiás.

O editor Ruy Bucar, a repórter Elâine Jardim e os demais colaboradores escrevem sobre temas que dizem respeito ao Tocantins. Eles apresentam notícias de política, economia, meio ambiente, cultura etc. Ao mesmo tempo, apresentam análises que contribuem para entender os fatos de maneira mais abrangente.

O Jornal Opção-Entorno, como diz o nome, trata dos assuntos pertinentes ao Entorno do Distrito Federal e, claro, também de Brasília (a rigor, a capital “é” uma cidade goiana, a maior “do” Entorno). As jornalistas Cynthia Pastor (editora, de cultura ímpar) e Luciana Amaral têm apresentado um jornalismo de primeira linha sobre cidades que os jornais de Goiás praticamente desconhecem (exceto quando se trata de temas policiais), como Luziânia, Águas Lindas, Valparaíso de Goiás, Planaltina, Cristalina (a Califórnia brasileira, dizem no país), Planaltina, Formosa, Cidade Ocidental, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Padre Bernardo. Para o Jornal OpçãoEntorno, as cidades do Entorno não são a terra do “nem” (nem Goiás, nem Brasília). É uma bela terra, com um povo dinâmico e trabalhador. Cujos passado e presente só precisam ser contados — sem preconceito e com abertura mental.

O leitor poderá verificar, por si, que os filhos do Jornal Opção já estão andando sozinhos, com as próprias pernas, graças, sobretudo, às competentes Cynthia Pastor, Luciana Amaral e Elâine Jardim e ao competente Ruy Bucar. Por fim, preciso falar de Patrícia Moraes, diretora e editora-responsável do Jornal Opção. Sem sua dedicação (e ousadia), de jornalista e empresária, os dois novos produtos jornalísticos não existiriam. (E.F.B.)

Confira os links

https://entorno.jornalopcao.com.br/

https://tocantins.jornalopcao.com.br/