13 políticos que são cotados para disputar o Senado por Goiás em 2022

Adib Elias, Alexandre Baldy, Célio Silveira, Flávia Morais, Delegado Waldir Soares, João Campos, Luiz Carlos do Carmo estão no jogo

Políticos têm dito ao Jornal Opção, com frequência, que a vaga para senador em 2022 será mais disputada do que o cargo de governador. Foram listados 13 nomes, mas nem todos serão candidatos, é claro. Por exemplo: se Maguito Vilela for candidato, seu filho Daniel Vilela não disputará — e vice-versa.

1 — Adib Elias/Sem partido — O prefeito de Catalão acredita que será bancado pelo governador Ronaldo Caiado. A ressalva é que, para fortalecer sua campanha à reeleição, o líder do DEM pode de negociar com o Progressistas — abrindo a vaga para o ex-ministro Alexandre Baldy. (Adib Elias articula sua filiação ao PTB.)

2 — Alexandre Baldy/PP — O ex-ministro pode ser candidato a governador — inclusive com o apoio de Daniel Vilela — ou candidato a senador, agora com o apoio do governador Ronaldo Caiado. Está com a faca e o queijo nas mãos, porque seu partido, o Progressistas, pode ser o fiel da balança na disputa de 2022. Pode fortalecer Daniel Vilela e enfraquecer Ronaldo Caiado. Assim como pode fortalecer Ronaldo Caiado e enfraquecer Daniel Vilela. Fica forte quem contar com o apoio do PP. Vale frisar que o partido tem dois deputados federais: Adriano do Baldy e Professor Alcides Ribeiro.

3 — Célio Silveira/PSDB — O deputado federal é o único representante do PSDB de Goiás em Brasília. Ele foi prefeito de Luziânia e quer partir para um projeto majoritário — que tanto pode ser o governo de Goiás quanto um mandato de senador. Se migrar para o MDB, como quer Daniel Vilela, tende a disputar o Senado, em 2022 — claro que se o PP abandonar a aliança com o emedebismo e se aproximar do Democratas de Ronaldo Caiado.

4 — Daniel Vilela/MDB — Se a opção for pela candidatura de Alexandre Baldy ao governo do Estado, Daniel Vilela poderá disputar o Senado. Mas o que ele quer mesmo é ser candidato a governador.

5 — Delegado Waldir Soares/PSL — O deputado federal não planeja disputar um terceiro mandato em 2022. Ele começa a preparar sua base — ampliando-a em todo o Estado — com o objetivo de disputar mandato de senador. Que ninguém fique surpreso se Daniel Vilela, perdendo Alexandre Baldy para Ronaldo Caiado, fechar uma aliança com o líder do PSL.

6 — Flávia Morais/PDT — Deputada federal muito bem votada nas duas últimas eleições, a política pode alçar voos mais altos em 2022, possivelmente disputando mandato de senadora, ao lado de Ronaldo Caiado ou Daniel Vilela.

7 — Iris Rezende/MDB — Comenta-se que o prefeito de Goiânia vai disputar a reeleição, com Maguito Vilela na vice. Em 2022, ele renunciaria — e Maguito assumiria a prefeitura. Em seguida, Iris Rezende seria indicado candidato a senador pelo emedebismo.

8 — João Campos/PRB — O sonho do PRB nacional é ter um senador em Goiás. Curiosamente, é o mesmo sonho de João Campos. Depois da eleição do evangélico Vanderlan Cardoso (PP) para senador (o senador Luiz Carlos do Carmo também é evangélico), o deputado federal começou a se articular para a disputa de 2022. O PRB tende a compor com o grupo que lhe oferecer uma vaga de candidato a senador na chapa majoritária.

9 — Luiz Carlos do Carmo/MDB — O político ganhou a vaga de senador com a eleição de Ronaldo Caiado para governador de Goiás. Ele está preparando suas bases para disputar a reeleição em 2022. Há quem aposte que irá disputar mandato de deputado federal. Mas aliados garantem que será candidato a senador.

10 — Magda Mofatto/PL — Se não for candidata a prefeita de Caldas Novas — pode abrir espaço para o marido, o empresário Flávio Canedo —, a líder do PL pode disputar reeleição. Mas aliados sugerem que pode pleitear uma vaga no Senado. Se Daniel Vilela abrir-lhe espaço, fica na sua chapa. É uma política independente e tem recursos financeiros.

11 — Maguito Vilela/MDB — Consta que seu sonho é ser prefeito de Goiânia — desde que obtenha o apoio do prefeito Iris Rezende. Há quem postule que pode disputar mandato de governador ou senador em 2022. Mas ele sempre diz que, em termos de governo, seu candidato é o filho, Daniel Vilela. Portanto, se Daniel Vilela for candidato a governador, não terá como ser candidato a senador. Porque a vaga de senador terá de ser negociada com outro grupo político. Mas seu nome vem sendo ventilado.

12 — Rubens Otoni/PT — O político de Anápolis estaria cansado de ser deputado federal, tanto que poderá bancar a presidente do PT, Kátia Maria, para deputada federal em 2022. Ele tanto pode ser candidato a governador quanto a senador. Hoje, está mais próximo do ex-deputado federal Daniel Vilela e não compõe, por uma questão ideológica, com o governador Ronaldo Caiado.

13 — Wilder Morais/Pros — O empresário apaixonou-se pelo Senado. Pode ser candidato a prefeito de Goiânia, mas seu objetivo, se postular, nem é exatamente ganhar — porque enfrentará pesos-pesos, como Iris Rezende (MDB), Francisco Júnior (PSD) e Elias Vaz (PSB) —, e sim tornar seu nome mais conhecido e consolidado no imaginário dos eleitores. O verdadeiro sonho de Wilder é disputar mandato de senador em 2022.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.