10 políticos que podem disputar mandato de deputado federal pelo MDB

A cúpula do partido vai trabalhar para eleger de um a dois deputados federais na disputa eleitoral de 2022

O MDB de Goiás ressente-se de não ter nenhum deputado federal — o que enfraquece, de alguma maneira, as relações de seus líderes com os prefeitos.

Por isso, em 2022, a cúpula pretende lançar uma chapa consistente com o objetivo de eleger de um a dois deputados federais, e talvez um senador — Daniel Vilela.

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, vai se empenhar para bancar um candidato a deputado federal. O nome não está definido, mas dois nomes já foram sondados (chega-se a comentar que o próprio Mendanha pode disputar mandato de deputado federal, sobretudo se o MDB fechar um acordão com o governador Ronaldo Caiado). Comenta-se também que a deputada Magda Mofatto estaria se reaproximando do MDB, mas, como controla um partido, o PL, a tendência é que não mude de partido. Uma lista mínima dos possíveis postulantes:

1

Agenor Mariano, secretário Planejamento Urbano e Habitação | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Agenor Mariano

Prefere ficar na Prefeitura de Goiânia, como secretário. Mas, se convidado por Daniel Vilela, de quem é amigo, pode refluir e disputar.

2

Célio Silveira: deputado federal | Foto: Divulgação

Célio Silveira

É deputado pelo PSDB, mas vai deixar o partido. É disputado pelo MDB e pelo Democratas.

3

Heuler Cruvinel: ex-deputado federal | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Heuler Cruvinel

Será a grande aposta do MDB no Sudoeste de Goiás. Sua candidatura já teria sido acertada com Daniel Vilela.

4

Leandro Vilela: ex-deputado federal | Foto: Patrícia Neves

Leandro Vilela

Costuma dizer que não pretende disputar. Mas, depois da vitória de Humberto Machado para prefeito de Jataí e da morte de Maguito Vilela, pode retomar a carreira política.

5

Lucas Vergílio, deputado federal | Foto: Divulgação

Lucas Vergílio

É deputado federal pelo Solidariedade. Mas, se permanecer no partido e a coligação proporcional não voltar, tende a mudar de partido — talvez para o MDB ou para o Democratas. Por enquanto, vai dizer que ficará no SD.

6

Márcio Corrêa foi candidato a prefeito de Anápolis | Foto: Divulgação

Márcio Corrêa

O dentista e empresário de Anápolis, ligado a Daniel Vilela, admite que pode disputar.

7

Max Menezes: secretário em Aparecida | Foto: Divulgação

Max Menezes

Secretário do prefeito de Aparecida de Goiânia, pode ser candidato a deputado federal ou estadual.

8

Paulo Cezar Martins: deputado estadual | Foto: Divulgação

Paulo Cezar Martins

Deputado estadual por várias legislaturas, sempre bem votado, tem cacife para deputado federal.

9

Pedro Chaves: suplente de senador | Crédito: Renan Accioly

Pedro Chaves

O suplente de senador de Vanderlan Cardoso é popular tanto no Entorno de Brasília quanto no Nordeste goiano. Estaria cansado da “aposentadoria” política.

10

Professor Alcides Ribeiro (PP): deputado federal | Foto: Divulgação

Professor Alcides Ribeiro

Diz a aliados que vai ficar no Progressistas. Mas, se for difícil ser reeleito pelo partido, pode trocá-lo pelo MDB. Pode ser bancado por Gustavo Mendanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.