Autoridades criticam decisão do Exercito em não punir Pazuello após participação em ato político

Autoridades criticam decisão do Exercito em não punir Pazuello após participação em ato político

Ação contraria o Regulamento Disciplinar do Exército e o Estatuto das Forças Armadas que proíbem a participação de militares da ativa em manifestações políticas. Em sua defesa, Pazuello disse que o ato não era político-partidário porque o país não está em período eleitoral e porque Bolsonaro não é filiado a partido político