O tapa de Will Smith não vai fazer as pessoas se esbofetearem por aí

Dizer que a atitude intempestiva abre precedente para outras agressões do tipo é menosprezar o livre arbítrio de cada um

Will Smith sobe ao palco e esbofeteia Chris Rock após se sentir ofendido com piada com sua mulher | Foto: Reprodução

A internet é uma máquina cada vez mais rápida de “fazer doidos”, como se dizia há algum tempo a respeito de coisas que se mostravam dinâmicas demais.

Quem foi dormir sem ver o Oscar e amanheceu já checando as redes sociais viu tags como “tapa”, “mereceu”, “Chris”, “agressão”, “Will Smith”.

Para quem está chegando agora: durante a cerimônia de entrega das estatuetas, o comediante Chris Rock fez uma piadinha sobre o visual de Jada Pinkett Smith, atriz e mulher do ator Will Smith.

Jada tem alopécia, uma doença autoimune que afeta os fios capilares e, por isso, raspou a cabeça.

Will Smith não gostou, subiu ao palco, agrediu o humorista com um tapa e voltou a seu lugar. De sua poltrona gritou ainda ao agredido “não fale nada sobre minha mulher!” e “tire o nome da minha mulher da sua boca!”.

Pouco depois, ele ganharia o Oscar de Melhor Ator, por sua participação em King Richard: Criando Campeãs. O prêmio de Melhor Filme foi para No Ritmo do Coração, obra protagonizada por atores surdos.

Fazer piada com o que as pessoas são fisicamente é coisa deplorável, que já se tornou passado há décadas no bom humorismo. Ninguém imagina que seria possível hoje que, num exercício de imaginação, se o grupo Os Trapalhões voltassem, Didi chamaria novamente o negro Mussum de “grande pássaro” e isso causaria mais risadas do que indignação.

O “politicamente correto” no mundo das artes tem seus exageros, sim, mas fez valer um grau de respeito a quem era oprimido simplesmente por ser quem era.

A piada de mau gosto de Chris Rock gerou uma reação inesperada por todos, a ponto de muitos acharem que era uma espécie de “pegadinha” entre os atores. Nada disso.

Will Smith teve uma reação humana demais para o evento. Ele é maior que Chris Rock e seu humor de qualidade duvidosa. Deveria ter se contido, certamente, e aproveitado outro momento para fazer seu protesto e desagravo de outra forma.

Porém, dizer que a atitude intempestiva do astro estadunidense abre precedente para outras agressões do tipo é menosprezar o livre arbítrio de cada pessoa. Estapear ou socar alguém por se sentir ofendido vai ser sempre vender o erro do outro pelo preço que comprou. Tira a razão, em todos os sentidos, de quem genuinamente a possuía.

De concreto, no momento, temos o fato imperativo de que daqui a décadas a cerimônia do Oscar 2022 será conhecida como “aquela em que o Will Smith esbofeteou um cara”.

 

Uma resposta para “O tapa de Will Smith não vai fazer as pessoas se esbofetearem por aí”

  1. Avatar Gilberto disse:

    Eu acho que o ator Will Smith, fez muito bem em esbofetear o Chris Rock, agora quando alguém querer fazer uma piadinha com o problema do outro, vai pensar dez vezes. Eu farei i mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.