Após informações exageradas, Inmet desmente que há chances de neve em Goiás, Distrito Federal e demais regiões centrais do Brasil

Instituto de Meteorologia explicou o que é mentira e verdade sobre a onda de frio que chegou ao Brasil nesta semana

Após diversas informações sobre a onda de frio que chegou ao Brasil nesta semana circularem nas redes sociais e aplicativos de mensagens, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) decidiu explicar o que é mentira e verdade sobre o fenômeno. Com algumas informações exageradas e de origem duvidosa, o órgão já descartou as chances de nevar em Goiás, no Distrito Federal e demais regiões centrais do Brasil. Além disso, o Inmet também lembra que a massa de ar frio polar vai provocar uma queda acentuada da temperatura na Região Centro-Sul do país, mas não de forma exagerada.

O fenômeno é uma massa de ar típica pelo posicionamento e dimensão, não pela intensidade. Com isso, os ventos podem superar os 100 quilômetros por hora no litoral do Rio Grande do Sul, onde há também a possibilidade de ciclone subtropical na costa da Região Sul. O instituto alerta que não existe o termo erupção polar histórica e que a onda de frio não é a maior dos últimos 100 anos no Brasil, embora, em alguns lugares, a temperatura mínima possa atingir recordes.

Na região Sul do país, pode acontecer ainda episódios de chuva congelada. Já a geada pode ocorrer em Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, e São Paulo. A massa de ar frio polar não deve chegar à Região Nordeste do país, onde as temperaturas não vão chegar a -10°, pontuou o Inmet. Por fim, o Instituto ainda lembra que, em caso de dúvidas, acesse o site e as redes sociais do órgão, para que seja evitado a propagação de notícias falsas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.