Conheci jogadores que nunca tinha visto mais gordos e torço por eles. Cada assistência é um flash. Cada gol uma festa

Que a Copa do Mundo em terras tupiniquins foi um sucesso não é novidade pra ninguém. Fomos testemunhas do que há de melhor no mundo futebolístico: jogos com poucas faltas, bons juízes (se comparados aos nossos), esquemas táticos bem definidos, jogadores de primeira linhagem, torcidas lindas e arquibancadas sem brigas.

Agora, que essa mesma Copa do Mundo fez muito mal pro Brasileirão também não é novidade nenhuma. Após ver grandes jogos durante um mês, foi difícil encarar nosso campeonato novamente, mesmo para o mais fanático torcedor. É duro ver um jogo com 50 faltas, jogadores se jogando em qualquer esbarrão, juízes fracos que marcam falta em qualquer esbarrão, esquemas táticos primários que se limitam ao cruzamento na área e seja-lá-o-que-Deus-quiser, jogadores de qualidade duvidosa (bem duvidosa), estádios vazios e torcidas cada vez mais violentas.

Foi aí que descobri a salvação. Amigos de trabalho me apresentaram a algo que me fez assistir ao nosso campeonato com prazer, que me fez esperar apreensivo a cada rodada, que me fez torcer como o mais fanático hooligan. Esse negócio mágico se chama…Cartola SporTV.

Caros amigos, eu “agaranthio” e indico. Depois que criamos a nossa liga comecei a ver todos os jogos com raro interesse. Interesse que havia perdido há tempos, graças ao baixo nível do nosso futebol. Mas agora não. Agora Chapecoense e Vitória virou clássico. Coritiba e Criciúma é o dérbi do século. Goiás e Bahia é muito melhor que Real e Barça. Dias desses troquei um São Paulo e Flamengo por Chapecoense e Atlético Paranaense pra acompanhar o desempenho de Rodrigo Biro, minha aposta na lateral esquerda. 6,60 pontos fez o Biro. Biro pra Seleção.

Conheci jogadores que nunca tinha visto mais gordos e torço por eles. Cada assistência é um flash. Cada gol uma festa. Hoje, a cada rodada, quero “beber o sangue” dos meus rivais de liga. E tirar onda na resenha pós-rodada.

Falta agora inventarem o Cartola Série B. Que tal, SporTV?