Thaís Azevedo: “O voto feminino foi um privilégio e não um direito”

Libertária e contra qualquer tipo de coletivismo, antifeminista que foi expulsa da UFG diz que o movimento “ignora o sofrimento do homem”