Espiã alemã, a serviço dos Estados Unidos, foi enviada a Cuba para matar Fidel Castro, sua paixão

Marita Lorenz apaixonou-se por Fidel aos 19 anos e teve um filho com ele. Recrutada pela CIA e pelo FBI, teve a chance de assassiná-lo, mas faltou-lhe mais vontade do que coragem