Augusto Diniz
Augusto Diniz

Segundo dia do Bananada reúne 16 atrações em seis espaços diferentes

Festival realiza shows nesta terça-feira (9/5) no Shiva alt-bar, Rock, Cafofo Estúdio, Complexo Estúdio & Pub, Teatro Sesc Centro e República a partir das 20 horas

Gabriela Deptulski e sua trupe do My Magical Glowing Lens se apresentam nesta terça às 23 horas no Complexo | Foto: Felipe Amarelo e Bárbara Carnielli

Depois da primeira noite do 19º Festival Bananada, na qual foram realizados os shows João Canta Brandão, Bruna Mendez, Chell, Niela, Sarah Abdala, Mellow Buzzards, Sheena Ye e Cherry Devil, além dos DJs Nick Mafra e Raul Majadas, o evento continua nesta terça-feira (9/5) com seis showcases em locais diferentes de Goiânia a partir das 20h30 que reúnem 16 atrações.

Cafofo Estúdio

O primeiro evento é recheado de artistas goianos em três shows no Cafofo Estúdio em showcase da Fósforo Cultural. A primeira banda a se apresentar é a Lutre às 20h30. Depois é a vez da Components, que toca às 21h20. Manso fecha a noite no Cafofo a partir das 22h20. A entrada custa R$ 10. Mas se você tem o passaporte Bananada Ouro a atração já está incluída no seu ingresso.

Lutre é o trio formado por Marcello Victor na guitarra e vocal, Jefferson Radi na bateria e Chrisley Hernan no baixo. Com um som que suga bastante as influências dos três, de bandas como Ventre (RJ) e Lupe de Lupe (MG), a Lutre lançou na semana passada seu disco de estreia, que ganhou o título Apego. De Céu a Tela, são nove canções com muitos ruídos, sinceridade escancarada em letras de amor algumas vezes possessivo e visceral e muito barulho. São 39 minutos de sentimentos rasgados nas músicas.

Gabriel Santana (guitarra e backing vocal), Hugo Bittencourt (bateria), Matheus Azevedo (vocal), Miguel Rojas (baixo e backing bocal) são o quarteto que formam a Components, banda goiana que começou a tocar junto em 2014. Filhos musicais de Fabius Augustus, o Smooth (ex-Vícios da Era, Branda), a Components já lançou dois singles: O Peso do Papel e As Caras. Em outubro de 2016, o grupo começou a divulgar fotos da gravação do primeiro disco, ainda sem data para ser lançado.

Manso é a banda de Fernando Manso, que toca violão e canta, ao lado do guitarrista Bruno Roque (Caffeine Lullabies e Ara Macao), do baixista Cleiber Moraes, responsável pelo backing vocal, e o baterista Wendell Silva (Atomic Winter). A “banda goiana que anda pelejando bastante por um espacinho na sua playlist” lançou o single Abaixo do Nó em 2016 e uma gravação acústica ao vivo com seis canções neste ano. Para quem gosta do emo do meio da primeira década dos anos 2000 as músicas do grupo caem bem.

Complexo Estúdio & Pub

O Complexo, no Centro, recebe a partir das 21 horas o showcase do selo Honey Bomb, de Caxias do Sul (RS). Os ingressos custam R$ 10 até as 22 horas e R$ 15 a partir desse horário. A primeira banda a se apresentar é a estreante e inédita Honeyband (RS). O grupo é um mistério tão grande que não há qualquer informação sobre o conjunto. A segunda atração é a Supervão, de São Leopoldo (RS), às 22 horas. Os gaúchos chegam a Goiânia com o EP Lua Degradê (2016).

A noite no Complexo será fechada às 23 horas pela banda capixaba My Magical Glowing Lens, projeto da multi-instrumentista Gabriela Deptulski (voz, guitarra, baixo, bateria e sintetizador). Ela toca com Gil Mello (baixo), Henrique Paoli (bateria) e Pedro Moscardi (sintetizador). Depois de lançar o EP My Magical Glowing Lens em 2013, o grupo soltou em 2017 os singles Sideral e Raio de Sol, que foi divulgado em forma de videoclipe no dia 4 de maio.

Teatro Sesc Centro

Nesta terça-feira, como já deu para perceber, o que não falta é psicodelia nos showcases do Bananada. E o Teatro Sesc Centro será ocupado pela mesma atmosfera preenchida por sintetizadores. Bruno Abdala, ou apenas B. Adbala, contará com a participação de convidados como Zé Junqueira e outros a partir das 20h30 no evento da Propósito Recs, selo goiano.

Os ingressos custam R$ 7,00 para comerciários e dependentes com a carteira do Sesc atualizada, R$ 20,00 inteira, R$ 10,00 meia e R$ 8 conveniados. Em todos os showcases, quem tem pulseira Bananada Ouro entra de graça.

República

Já o República Underground Music (RUM) será, em mais uma noite, a casa do rock goiano de peso com as bandas Só(Tão), Gregor e DogMan no showcase da Falante Records. O primeiro show é da Só(Tão) às 21 horas, seguido da Gregor 22 horas e DogMan às 23 horas. Os ingressos custam R$ 15 para o público geral e de graça para quem tem pulseira Bananada Ouro.

Só(Tão), banda goiana formada em 2015, lançou seu primeiro EP no final de 2016. Só(Tão) batiza o primeiro trabalho de estúdio do grupo formado por Gabriel Queiroz (vocal e guitarra), Lucas Queiroz (baixo e vocal), Asafe Ramos (guitarra) e Ronaldo Jr. (bateria).

Leopoldo Costa (vocal e baixo), Ralph Passos Junior (guitarra e vocal), Lucas Dunk (guitarra) e Diego Oliveira (bateria) são os integrantes da Gregor, que se define como “um sonho indie com pitadas psicodélicas”. Em setembro do ano passado o grupo lançou o single O Término.

DogMan, para quem ainda não conhece, se define em três palavras: Homo Homini Canis. Esse é o título do forte e impactante disco de estreia da banda de Goiânia de hard rock e southern rock que traz em sua linha de frente Haig Berberian, um completo showman. Além de Haig, a DogMan é composta por Rogério Paulo (bateria), Túlio Caetano (guitarra), Thiago Carlos (baixo) e Israel Wolf (guitarra).

Rock

O selo Dull Dog Records comanda o showcase de hoje na Rock, no Setor Marista. Com ingressos a R$ 10 e entrada gratuita para quem tem pulseira Bananada Ouro, a banda Peixefante sobe ao palco às 21 horas no embalo de seu disco de estreia. Peixefante (2017) é uma evolução no som da banda se comparado com o EP Lorde Pacal (2015).

Em seguida é a vez da vocalista e guitarrista Bruna Guimarães e sua banda, BRVNKS, mostrarem seu som animado e divertido às 22 horas. Depois do EP Lanches (2016), a BRVNKS lançou outras quatro músicas novas na gravação ao vivo no Estúdio Showlivre (2016). Bruna é acompanhada pelo baterista Edimar Filho (ex-Rollin Chamas, ex-Black Drawing Chalks), o guitarrista Ian Alves (ex-Caffeine Lullabies) e o baixista Cristiano Prado (ex-Riverbreeze, ex-Kamura).

O jornalista e produtor cultural Lucio Ribeiro fecha a noite como DJ a partir das 23 horas.

Shiva alt-bar

Em showcase da PWR Records, a noite no Shiva alt-bar, na Alameda das Rosas, será comandada quase que totalmente por mulheres. Com entrada a R$ 10 e gratuita para quem tem pulseira Bananada Ouro, vem de São Paulo o primeiro show da noite. Lari Pádua (SP) mostra o trabalho de seu primeiro disco, Concrete (2016), com uma ordem atordoante cheia de sintetizadores e sons quebrados. A voz de Lari aparece bem na canção Lie. Para quem gosta de Massive Attack o show de Lari Pádua pode ser interessante.

A segunda a se apresentar no showcase da PWR Records é a banda mineira Miêta às 22 horas. Com apenas um homem na bateria, Luiz Ramos, os outros três postos são de mulheres. Marcela Lopes no vocal e baixo, Célia Regina no backing vocal e guitarra e Bruna Vilela na guitarra e backing vocal. Com influências que vão de Sonic Youth a Dinosaur Jr., a Miêta lançou em outubro de 2016 a música Room. Já em 2017 veio a segunda canção da banda, Pet. Das bandas mais interessantes da segunda noite do Bananada.

Quem fecha a noite é Rita Oliva (P A R A T I e Cabana Café), com seu projeto solo Papisa. De Jundiaí (SP), a vocalista e guitarrista inclui vários efeitos de sintetizador em suas músicas de estreia. O EP Papisa, lançado em 2016, traz três canções: Instinto, Intuição e Delusional.

Aos poucos outras músicas que devem fazer parte do primeiro disco do projeto Papisa vão saindo. Uma delas é Curva, gravada ao vivo. O trabalho tem inspiração no tarô, em seu arcano II, que recebe o nome de A Sacerdotiza ou A Papisa.

Serviço

Bananada nas Casas: Falante Records
Data: terça-feira (9/5)
Bandas: Só(Tão) às 21 horas, Gregor às 22 horas e DogMan às 23 horas
Local: República Underground Music (RUM) – Alameda Botafogo, número 428, Centro
Ingresso: R$ 15 (pulseira Bananada Ouro tem entrada gratuita)

Bananada nas Casas: Propósito Recs
Data: terça-feira
Banda: B. Adbala e convidados às 20h30
Local: Teatro Sesc Centro – Rua 15 esquina com Rua 19, Centro
Ingresso: R$ 7,00 para comerciários e dependentes com a carteira do Sesc atualizada, R$ 20,00 inteira, R$ 10,00 meia e R$ 8 conveniados (pulseira Bananada Ouro tem entrada gratuita)

Bananada nas Casas: Honey Bomb
Data: terça-feira
Bandas: Honeyband (RS), Supervão (RS), My Magical Glowing Lens (ES)
Local: Complexo Estúdio & Pub – Rua 7, número 489, Centro
Ingresso: R$ 10 até as 22 horas e R$ 15 depois das 22 horas (pulseira Bananada Ouro tem entrada gratuita)

Bananada nas Casas: Fósforo Cultural
Data:
terça-feira
Bandas: Lutre às 20h30, Components às 21h20 e Manso às 22h20
Local: Cafofo Estúdio – Rua 121, Quadra F-42 A, Lote 12, Setor Sul
Ingresso: R$ 10 (pulseira Bananada Ouro tem entrada gratuita)

Bananada nas Casas: PWR Records
Data: terça-feira
Bandas: Lari Pádua (SP) às 21 horas, Miêta (MG) às 22 horas e Papisa (SP) às 23 horas
Local: Shiva alt-bar – Alameda das Rosas esquina com a Rua 18, número 1371, Setor Oeste
Ingresso: R$ 10 (pulseira Bananada Ouro tem entrada gratuita)

Bananada nas Casas: Dull Dog Records
Data: terça-feira
Bandas: Peixefante às 21 horas, BRVNKS às 22 horas e DJ Lucio Ribeiro às 23 horas
Local: Rock – Rua 9, número 2316, Setor Marista
Ingresso: R$ 10 (pulseira Bananada Ouro tem entrada gratuita)

Deixe um comentário