Primeiro-ministro do Líbano renuncia após onda de protestos em Beirute

Em pronunciamento na TV, Hassan Diab anunciou ainda a dissolução de todo seu gabinete e disse que pretende “caminhar com o povo”

A cidade de Beirute, capital Líbano, pode estar distante de retomar a normalidade. Após tragédia que resultou em mais de 150 mortos, milhares de feridos e 300 mil desabrigados, a população protagonizou onda de protesto massivo neste fim de semana, culminando na renuncia do primeiro-ministro, anunciada na tarde desta segunda-feira, 10.

Em pronunciamento oficial, Hassan Diab afirmou que a decisão de deixar o cargo se dá para que ele se junte à população. No fim de semana, vários membros de sua equipe renunciaram aos cargos em razão da onda de protestos, que atribui a explosão no porto de Beirute à falhas do próprio governo.

Para Hassan, a tragédia é resultado de “corrupção endêmica”. Além de sua própria renúncia, o primeiro-ministro anunciou a demissão de todo o resto do gabinete.

“Nossa esperança era a mudança que os libaneses estão pedindo. Mas entre nós e as mudanças há um muro muito grande protegido por uma classe que luta com meios não muito corretos e domina a sociedade desse país. O sucesso desse gabinete era a mudança. Por isso anuncio a demissão te todo o gabinete. Que Deus abençoe o Líbano”. (Com informações do UOL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.