Presos ladrões de carga que se passavam por polícia em blitz falsa nas rodovias

Eles causaram prejuízos calculados em mais de R$ 8 milhões

Wandermark Monteiro Coelho, Felipe Alves Nunes e Ronã Souza Soares, presos pela Decar | Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil de Goiás  com o auxílio da Polícia Civil do Ceará, deflagrou, nesta terça-feira (17/7), a Operação Sol da Justiça e  cumpriu três mandados de prisão preventiva contra de Wandermark Monteiro Coelho, Felipe Alves Nunes e Ronã Souza Soares.

Após cinco meses de investigações, a Delegacia Estadual de Repressão a Roubos de Cargas (Decar) apurou que os investigados foram responsáveis por inúmeros roubos de cargas de gêneros alimentícios nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Tocantins e Goiás. Eles causaram prejuízos calculados em mais de R$ 8 milhões.

Em Goiás, a organização criminosa subtraiu três carregamentos de óleo de soja em uma mesma oportunidade, com restrição às liberdades dos motoristas e seus familiares.

Ainda de acordo com as investigações, os integrantes do grupo criminoso se passavam por policiais  em falsas blitz montadas nas rodovias. Com essa estratégia, eles abordavam os motoristas e subtraíam-lhes os produtos transportados, os quais eram repassados a receptadores que, por sua vez, encomendavam os roubos.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.