Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás realiza turnê em São Paulo

Turnê contará com participação de cerca de 80 músicos

A Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás se apresentou ao público goianiense nesta quinta-feira, 4, no Teatro-Escola Basileu França, no mesmo dia em que seguiu viagem para a turnê em São Paulo. A apresentação da noite foi uma prévia da turnê que conta com a participação de cerca de 80 músicos.

A primeira apresentação em terras paulistas será nesta sexta-feira, 5, às 19h30, na Igreja de São Francisco de Chagas, em Taubaté (SP). Posteriormente, o grupo segue viagem para Campos do Jordão para apresentações no Festival Internacional de Música de Campos do Jordão (SP), no sábado, 6, às 11h, na Praça Capivari. A entrada é gratuita em todas as apresentações.

Com regência do maestro Eliel Ferreira, a Turnê conta com a participação do violinista Thierry Neves, que ao longo de sua carreira musical ganhou vários concursos e participou de diversos festivais nacionais e internacionais de música. Ele também participou de masterclasses com
renomados professores.

De acordo com o maestro Eliel Ferreira, as expectativas para tocar em São Paulo são as melhores possíveis. “Trata-se do maior festival de música da América Latina que completa 50 anos. É a segunda vez que tocamos em Campos do Jordão e para nós da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG) é uma honra participar e mostrar a nossa cultura Brasil afora. Assim, podemos levar o trabalho desenvolvido pela Orquestra Jovem e pelo Basileu França ao principal centro de música do País. O repertório que será apresentado terá uma variedade de músicas jovens e animadas, com ritmos latinos, como por exemplo, Romeu e Julieta de Tchaikovsky”, enfatiza.

Sobre o solista

Thierry Neves iniciou seus estudos musicais aos nove anos de idade, na igreja, recebendo lições de violino com o professor Dário José e, posteriormente, orientações do professor Luciano Pontes. Em 2011 mudou-se para o Rio de Janeiro tendo aulas com o violinista e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Daniel Guedes.

Dentre os festivais que participou estão: Oficina de Música de Curitiba, Festival de Música de Santa Catarina (FEMUSIC), Festival de Inverno de Campos do Jordão, Ilumina Festival e Yonung.

Thierry é vencedor de vários concursos pelo Brasil, dentre eles: concurso de aluno destaque da oficina de música de Curitiba (2011), Paulo Bosísio (2009), onde recebeu o prêmio de melhor estudo e prêmio especial do concurso (violino austríaco Schuster), Jovens solistas da Filarmônica de Goiás em 2014, Jovens Solistas da UFRJ em 2015. Ele também participou de
masterclasses com renomados professores nacionais e internacionais como: Cláudio Cruz, Alessandro Borgomanero, Daniel Guedes, Lara Lev, Giora Schmidt, Tai Murray, Grigory Kalinovsky, Patinka Kopec e Pinchas Zukerman. 

Em 2013, após ser selecionado o Spalla da Orquestra do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, recebeu uma bolsa de estudos para participar na Chamberfest, na renomada Juilliard School, em Nova York, onde ganhou orientação da violinista Lara Lev, recebendo ótima crítica do jornal “The New York Times”. 

Em 2017 foi aprovado na Manhattan School of Music, em Nova York. Ele concorreu com 3 mil candidatos, quebrando um jejum de 20 anos sem a aprovação de um violinista brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.