“O PHS pode ser meu porto seguro”, admite deputado Jovair Arantes

Possibilidade do deputado federal sair do PTB está longe de ser apenas especulação. E talvez ocorra mesmo sem fusão do partido com o DEM

Presidente do PTB em Goiás pode sair da legenda que garante ser apaixonado e migrar para o PHS. Resta esperar a reforma política, que abrirá possibilidade de deputado mudar de legenda sem perder mandato | Foto: site/ Jovair Arantes

Presidente do PTB em Goiás pode sair da legenda que garante ser apaixonado e migrar para o PHS. Resta esperar a reforma política, que abrirá possibilidade do deputado mudar de legenda sem perder mandato | Foto: site/ Jovair Arantes

A história da fusão PTB-DEM ainda está longe de um fim. Ao menos é o que assinala o presidente do PTB goiano, deputado federal Jovair Arantes, que garante que a discussão enfraqueceu, mas não foi erradicada. Na verdade, pode voltar ainda com mais força. “Eu tenho paixão pelo PTB. Mas se amanhã ou depois precisar sair, paciência, né?”

E o partido que deve receber Jovair “amanhã ou depois” é o PHS. E não é só especulação. O petebista não poupa elogios ao presidente da legenda, Eduardo Machado, e garante que a legenda o ajudou de forma intensa durante as eleições municipais de 2012, quando foi candidato a prefeito de Goiânia. Jovair chamou o partido de “porto-seguro”, que poderá vir a abrigar não só ele, mas ao grupo de políticos que o rodeia.

Tudo depende da tão aguardada reforma política. Os petebistas esperam a “janela” política que poderá ser pulada, caso o projeto seja aprovado. Se assim o for, não haverá risco de perda de mandato — mesmo para cargos proporcionais. Portanto, os insatisfeitos com a possível fusão poderão trocar de partido.

De acordo com ele, uma nova discussão até pode ser iniciada, desde que ouçam a população, os integrantes da legenda, as bases partidárias e diretórios. E Jovair já está se preparando para a volta das conversas sobre a fusão. Se ocorrer, o petebista garante que, primeiro, irá discutir com o grupo e ver qual será a decisão. “Não ajo politicamente sozinho. Sempre decido em conjunto.”

A declaração parece uma pouco vaga, até Jovair iniciar os elogios ao PHS, a Eduardo Machado, e dizer com todas as palavras: “O PHS pode ser nosso porto seguro.” O deputado lembrou também do PV, elogiando a legenda e seus integrantes. “Tenho amor ao PTB, mas partido não é o que norteia, e sim a ação do político.”

Brigas internas

A contrariedade de Jovair à fusão rendeu ao político algumas arestas internas. Isso porque o deputado se articulou intensamente e teve participação ativa no fim da negociação para unir DEM e PTB. O presidente do PTB defende que as ideologias são muito diferentes para ficarem juntas. “É juntar Getúlio Vargas e Carlos Lacerda. Eu não quis aceitar esta fusão da forma como estava acontecendo”, explicou.

Além disso, o ex-deputado Roberto Jefferson — preso por envolvimento no esquema do mensalão — divulgou uma nota pedindo expulsão de Jovair, criticando-o por ter trabalhado contra o projeto do deputado Arnaldo Faria de Sá (SP). A matéria, que foi aprovada, propunha como alternativa ao fator previdenciário a soma da idade mais o tempo de contribuição — tanto para mulheres (idade 85) quanto para homens (idade 95).

O deputado federal, entretanto, garante que Roberto se equivocou. O goiano afirma que, na verdade, ajudou Arnaldo, facilitando o processo colocando-o como líder no dia, por exemplo, entre outras ações. Jovair Arantes assegura que o autor do projeto fez uma declaração a próprio punho alegando que Jefferson disse inverdades, além de agradecer a ajuda do colega.

“Isso é normal. Quem não tem o que fazer, fica escrevendo essas coisas”, disse Jovair sobre Roberto Jefferson. O goiano garante que gosta muito do ex-deputado, o elogia dizendo que o mesmo contribuiu de forma significativa com a democracia brasileira, e completa: “Ele tem mania de fazer isso mesmo, falar as coisas sem pensar e depois mudar a declaração.”

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.