A página do Jornal Nacional no Facebook foi tomada por comentários racistas, e em seguida por publicações em defesa de Maju. O assunto é o mais comentado no Twitter

Foto: Reprodução/ Rede Globo
Foto: Reprodução/ Rede Globo

A jornalista Maria Júlia Coutinho, responsável pela previsão do tempo do Jornal Nacional (JN), recebeu apoio de internautas após ser alvo de racismo na página do Facebook do JN. No local, podem ser vistos diversos comentários ofensivos. “Só conseguiu emprego no JN por causa das cotas preta imunda”, diz uma publicação.

No Twitter, a hashtag “Somos Todos Maju Coutinho” é o assunto mais comentado no Brasil, com diversos internautas que saíram em defesa da jornalista. “Triste é ver que em pleno século 21 ainda exista racismo”, diz um internauta.

A conta oficial do Jornal Nacional no Twitter divulgou um vídeo com William Bonner e Renata Vasconcelos em uma sala de troféus do jornal — local onde realiza-se as reuniões, como explica Bonner. O jornalista afirma que eles e a equipe do JN têm um recado para passar. Em uníssono, o grupo diz: “Somos Todos Maju”.

A página do JN agora foi tomada por diversos comentários em apoio a Maju. Veja alguns dos comentários racistas publicados na página do Facebook do jornal que foram copiados e divulgados no Twitter:

1

6

Veja algumas publicações de internautas revoltados com a violência sofrida pela jornalista: