Maioria dos vereadores é a favor de diminuição do recesso parlamentar para 45 dias

Atualmente, Câmara Municipal fica sem sessões por 90 dias. Projeto de Paulo Magalhães (SD) quer modificar o período legislativo da Casa e já tem o apoio de 23 vereadores

Vereadores devem aprovar recesso de 45 dias | Foto: assessoria da Câmara Municipal de Goiânia

Vereadores devem aprovar recesso de 45 dias | Foto: assessoria da Câmara Municipal de Goiânia

O projeto do vereador Paulo Magalhães (SD) que quer reduzir o recesso parlamentar na Câmara Municipal da capital deve ser aprovado. É o que mostra um levantamento feito pelo Jornal Opção Online nesta semana. Até a manhã desta quarta-feira (25/3), 25 vereadores garantiram que vão votar a favor da redução de 90 para 45 dias de “férias”.

Caso aceita, a proposta vai alterar a Lei Orgânica dos Municípios, modificando o período legislativo da Casa: que será entre 1º de fevereiro a 15 de julho e de 1º de agosto a 31 de dezembro. Atualmente, as sessões começam em 15 de fevereiro e vão até 30 de junho e de 1º de agosto a 15 de dezembro.

Paulo Magalhães (SD), explicou, em visita ao Jornal Opção no fim da última semana, que “já passou da hora” de seguir o Parlamento maior, o Congresso Nacional, “que já adota 45 dias de recesso. “É a melhor maneira que temos para ampliar o prazo que dispomos para apreciar e votar os projetos de interesse da comunidade. Por mim, seríamos como o trabalhador comum, que tem apenas 30 dias de férias”, defende ele.

Se no passado o vereador teve dificuldade para aprovar a proposta — que estava arquivada na Comissão Mista–, não deverá ter problemas caso o projeto seja votado na próxima semana. Apenas um vereador, Bernardo do Cais (PSC), se declarou contra o projeto. De acordo com ele, a proposta “não tem cabimento”, pois “vereador trabalha 24 horas por dia”. “Mesmo no período de recesso o vereador continua trabalhando”, argumentou.

Tal afirmação foi unânime entre os procurados pelo Jornal Opção Online. Os parlamentares dizem que, como são os homens públicos mais próximos à população, não há como “parar de trabalhar”. “Sempre há algo a ser feito. Visitamos os bairros, falamos com as pessoas. Vereador é o homem público que mais trabalha”, explica Dra. Cristina (PSDB).

O presidente da Comissão de Constituição, Redação e Justiça (CCJ), Elias Vaz (PSB), aponta que o número de sessões atuais não tem sido suficiente já há muito tempo e, na prática, o recesso de 45 dias já acontece. “Já tem uns cinco anos que nós temos auto-convocação no meio e no final do ano. É mais que necessário reduzir o recesso”, explica o pessebista.

Tayrone di Martino (sem partido) ressalta que, independente do trabalho que eles realizam dentro (e, principalmente, fora) é preciso regulamentar o recesso de 45 dias. Em simetria com a legislação federal, Djalma Araújo (SD) concorda lembrando que não basta só aumentar o trabalho, mas também dar condições para tanto.

Até mesmo os dias das sessões parlamentares foram alvos de críticas. Para Antônio Uchôa (PSL), já que o projeto quer colocar o vereador para ser mais produtivo, “podiam fazer a semana de trabalho de segunda a sexta e não só de terça a quinta, como é atualmente”.

Confira abaixo o posicionamento de cada vereador

A favor

paulomagalhaes1

 

Paulo Magalhães (SD)

 

 

 

anselmo

 

Anselmo Pereira (PSDB)

 

 

 

Thiago Albernaz

 

Thiago Albernaz (PSDB)

 

 

 

Dra. Cristina

 

Dra. Cristina (PSDB)

 

 

 

Dr Gian (4)

 

Dr. Gian (PSDB)

 

 

 

Foto: Ascom/Câmara Municipal

 

Geovani Antônio (PSDB)

 

 

 

ver.eliasvaz_2008 (3)

 

Elias Vaz (PSB)

 

 

 

azulim

 

Pedro Azulim (PSB)

 

 

 

djalma

 

Djalma Araújo (SD)

 

 

 

feliz1

 

Felisberto Tavares (PSD)

 

 

 

izidio_alves

 

Izídio Alves (PMDB)

 

 

 

celia1

 

Célia Valadão (PMDB)

 

 

 

Foto: Alberto Maia / Câmara Municipal

 

Clécio Alves (PMDB)

 

 

 

mizair1

 

Mizair Lemes Jr. (PMDB)

 

 

 

paulinhograus1

 

Paulinho Graus (PDT)

 

 

 

tayrone di martino alberto

 

Tayrone di Martino (Sem partido)

 

 

 

deivison-costa

 

Deivison Costa (PT do B)

 

 

 

rogerio-cruz-vere

 

Rogério Cruz (PRB)

 

 

 

fabio

 

Fábio Lima (PRTB)

 

 

 

uchoa1

 

Antônio Uchoa (PSL)

 

 

 

Jorge do Hugo (1)

 

Jorge do Hugo (PSL)

 

 

 

Zander

 

Zander Fábio (PSL)

 

 

 

edsonautomoveis1

 

Edson Automóveis (PMN)

 

 

 

Contra

Dr. Bernardo do Cais

 

Bernardo do Cais (PSC)

 

 

 

Indecisos

fabiocaixeta1

 

Fábio Caixeta (PMN)

 

 

 

milton-mercez-vere

 

Milton Mercês (PTB)

 

 

 

 

Os demais vereadores não foram encontrados pelo Jornal Opção Online, ou preferiram não se manifestar.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.