Maguito Vilela: “PMDB dificilmente deixará de ter candidato a governador em 2018”

A menos de dois meses do fim de seu mandato como prefeito de Aparecida de Goiânia, peeemedebista afirma que não vai mais disputar eleição

Maguito Vilela (PMDB) sobre candidatura em 2018: "Já dei minha parcela de contribuição"| Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Maguito Vilela (PMDB) sobre candidatura em 2018: “Já dei minha parcela de contribuição”| Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Para o prefeito de Aparecida de Goiânia e ex-governador, Maguito Vilela (PMDB), é remota a possibilidade de que o PMDB não tenha candidato próprio ao governo de Goiás na eleição de 2018. “O PMDB é um partido grande em todos os estados brasileiros, um partido que tem história. Dificilmente deixará de ter um candidato ao governo”, disse em entrevista nesta segunda-feira (7/11).

Sobre a possibilidade do partido apoiar a candidatura de Ronaldo Caiado (DEM) para governador em 2018, Maguito afirma que aliança só seria possível se o PMDB não tiver nome para a disputa.

“A menos que haja uma coligação, uma aliança e o PMDB não tenha nomes para disputar, nesse caso é possível apoiar o candidato de outra sigla, mas não necessariamente Ronaldo Caiado. Pode ser ele, mas pode ser outro nome também. Tudo vai depender das circunstâncias daqui a um ano, um ano e meio. Em política, nada é impossível”, finalizou.

O que o prefeito de Aparecida dá como certo, porém, é sua “aposentadoria” da vida política. Segundo ele, com o fim de seu mandato, a partir de janeiro de 2017 voltará a exercer a advocacia.”Vou voltar para minha profissão antiga, inclusive para poder sobreviver. Não tenho patrimônio, tenho que lutar com as dificuldades da vida. A campanha agora vai ficar para os mais novos”, completou.

Segundo Maguito, a oposição tem nomes novos que podem chegar com força em 2018. “Temos o Daniel [Vilela], José Nelto, Pedro Chaves [PMDB], Ronaldo Caiado. A situação tem o nome do grande vice-governador José Eliton. Agora a disputa é entre os mais jovens. Essa renovação é importante para Goiás.”

“Já dei minha parcela de contribuição, pude exercer todos os cargos públicos de vereador a senador da República. Acho que está na hora de oportunizar os mais jovens ao ingresso na vida pública, para que possam assumir cargos mais importantes, como de governo de Estado, Senado e Câmara Federal”, arrematou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.