Lira decide levar ao plenário a PEC do voto impresso

O presidente da Câmara justifica sua decisão alegando que é “pela tranquilidade das próximas eleições”

 Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Em um pronunciamento feito no Salão Verde, nesta sexta-feira, 06, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) disse que levará a PEC do voto impresso para o ser votado no plenário da Casa. Para o político, não há problemas em deixar o plenário se manifestar e afirma que “o plenário será o juiz dessa disputa que já foi longe demais”.

A PEC do voto impresso já foi votada na quinta-feira, 05, em uma comissão especial que a rejeitaram por 23 votos a 11. Contudo, na avaliação de Arthur Lira, é necessário que ela seja levada ao plenário para que assim “possamos trabalhar em paz até janeiro de 2023”. O presidente ainda firmou que “não há nada mais livre, amplo e representativo que deixar o plenário manifestar-se. Só assim teremos uma decisão inquestionável e suprema, porque o plenário é a nossa alçada máxima de decisão, a expressão da democracia, e vamos deixá-lo decidir”.

As fake news envolvendo fraudes no sistema eleitoral brasileiro é amplamente apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que já afirmou não ter como provar tais fraudes, mas segue tentando impor o voto impresso nas próximas eleições. O presidente já afirmou que se não houver mudança na forma de votar, não haverá eleições em 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.