Augusto Diniz
Augusto Diniz

Há exatos 27 anos era lançado Bleach, primeiro disco do Nirvana

No dia 15 de junho de 1989 a gravadora Sub Pop, de Seattle, nos Estados Unidos, colocava no mercado o álbum de estreia da banda de Kurt Cobain e Krist Novoselic

Kurt Cobain, Krist Novoselic e Chad Channing era a formação que gravou o disco Bleach | Foto: Divulgação/Sub Pop Records

Kurt Cobain, Krist Novoselic e Chad Channing era a formação que gravou o disco Bleach | Foto: Divulgação/Sub Pop Records

Em 1988, um single com uma versão da música Love Buzz, da banda holandesa Shocking Blue, era lançado junto com a canção Big Cheese pelo selo Sub Pop, de Seattle, Washington, nos Estados Unidos. Esse era o primeiro registro de estúdio do Nirvana, banda grunge de Aberdeen, Washington, a ser lançado pela gravadora. Mas no ano seguinte, em 15 de junho de 1989, o grupo lançou Bleach, seu primeiro disco completo, com 11 músicas. A versão remasterizada tem 13 canções.

Tanto o single Love Buzz/Big Cheese quanto o disco Bleach foram gravados no estúdio Reciprocal Recording, em Seattle, com produção de Jack Endino, pela Sub Pop. As duas gravações têm Kurt Cobain no vocal e guitarra, Krist Novoselic no baixo e Chad Channing na bateria, o quarto baterista do Nirvana.

A ideia inicial, quando o Nirvana gravou o Bleach entre dezembro de 1988 e janeiro de 1989, era que a Sub Pop lançasse um EP apenas, que acabou se tornando um disco completo. O baterista do Melvins, Dale Crover, que foi do Nirvana antes de Chad Channing, gravou três músicas do disco antes dessas sessões de dezembro de 1988.

A banda até pensou em regravar as baterias de Floyd the Barber, Paper Cuts e Downer, mas manteve as primeiras gravações com Dale Crover. A música Downer não saiu na primeira prensagem do disco, apenas na edição remasterizada de 1992, quando foram incluídas as canções Downer e Big Cheese, que havia saído no single de 1988.

O lançamento do disco foi adiado até 15 de junho daquele ano nos Estados Unidos porque a Sub Pop não tinha dinheiro para lançar o álbum. Acredite. Isso realmente aconteceu.

O guitarrista Jason Everman, que entrou para banda em 1989 e aparece nos créditos de Bleach na segunda guitarra, na verdade gostou do som e arrumou o dinheiro para bancar as gravações que nem sequer participou. Sua participação como integrante da banda foi curta.

As fotos do encarte de Bleach são de Tracy Marander e Charles Peterson. Tracy era namorada de Kurt na época, quando ainda não existia Courtney Love. Em 5 de abril de 1994, Courtney se tornou viúva de Kurt, que teria se matado aos 27 anos com um tiro de espingarda na cabeça na casa que eles moravam em Seattle. Teria porque a causa da morte de Kurt é discutida até hoje.

O primeiro disco do Nirvana, que saiu dois anos antes de Nevermind (1991) — responsável pelo sucesso mundial da banda –, é um dos grandes registros do grunge, com toda sua carga depressiva e pesada. O álbum é mais vendido da história da Sub Pop, com mais de 1,7 milhões de cópias comercializadas apenas nos Estados Unidos.

O lançamento de Bleach não chamou tanta atenção. Mas o relançamento em 1992 colocou o disco na posição 89 da Billboard 200, lista dos 200 discos e EPs mais vendidos nos Estados Unidos, e 33º lugar na UK Albums Chart, que mostra as vendas de álbuns no Reino Unido. O disco também chegou ao posto 34 nas paradas da Austrália em 1992.

O nome Bleach foi retirado por Kurt Cobain de um cartaz que trazia uma campanha de prevenção à Aids que ele viu enquanto dirigia em São Francisco, na Califórnia, que trazia a frase “bleach your works” (alveje/desinfete seus trabalhos) para usuários de heroína, com conselho para que as agulhas fossem alvejadas  ou desinfetadas (bleach) antes de usar a droga. Inicialmente o disco se chamaria Too Many Humans.

Em 2009, quando completou 20 anos de lançamento, o Bleach ganhou uma edição especial com um ao vivo do Nirvana gravado em 1990 e material extra. Desse disco saíram as conhecidas Negative Creep, About a Girl e Blew.

Deixe um comentário