Goiás Parcerias exige que escritório de advocacia devolva R$ 177 mil recebidos de forma irregular

Presidente interino da Companhia expediu a notificação ao responsável pelo escritório de advocacia contratado por meio de licitação irregular pela gestão anterior

O presidente interino da Goiás Parcerias, Heitor Camargo, expediu uma notificação para o responsável pelo escritório de advocacia contratado irregularmente pela gestão anterior exigindo a devolução dos R$ 177 mil que foram pagos ao advogado como forma de adiantamento, segundo consta no contrato.

A medida é ampara pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Desde a determinação do governador Ronaldo Caiado para a troca da diretoria da Goiás Parcerias, após indícios de irregularidades em licitações realizadas pela empresa, consideráveis medidas estão sendo tomadas pela atual gestão para garantir a reestruturação da estatal.

De acordo com Heitor Camargo, todas as determinações dos órgãos responsáveis pelas investigações estão sendo prontamente atendidas e medidas administrativas também estão sendo tomadas com o intuito de restabelecer a ordem.

“Já fizemos a notificação para que o dinheiro seja devolvido à Goiás Parcerias e continuamos trabalhando em consonância com a política de integridade do governo de Goiás, com muita agilidade e transparência”, afirmou.

Na última quarta-feira, 24, o presidente interino já havia cortado 50% do quadro de funcionários. Além disso, está em fase de estudo a viabilidade do cancelamento de contratos que estão em vigência como forma de conter gastos e recuperar a saúde financeira da empresa.

“Estamos identificando o que é necessário e realizando ações sem hesitação para que a Companhia seja reestruturada e os projetos, que são tão importantes para Goiás, possam avançar”, finaliza o gestor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.