Em convenção do PT, Gomide afirma que Celg e Saneago serão prioridades, caso eleito

Ex-prefeito de Anápolis teve sua candidatura homologada junto a de Tayroni Di Martino para a vice e Marina Sant’Anna para o Senado

pt'

Antônio Gomide, Tayroni Di Martino e Marina Sant’Anna foram homologados nesta sexta-feira (27/6) respectivamente candidatos ao governo, à vice-governadoria e à senatoria pelo PT, durante a convenção do partido. A chapa puro sangue deverá ter como foco nos debates eleitorais, assim como os demais grupos de oposição, a saúde e a educação, mas deverá enfocar também os problemas vivenciadas pelas empresas estatais de Goiás.

De acordo com Gomide, um dos projetos a serem encampados está o “resgate” e o “fortalecimento” da Celg e da Saneago. A ideia é gerar renda e empregos para o Estado. “Não adianta tentar atrair empresas de fora se o dever de casa não está sendo feito”, disse.

Gomide diz contar para essas eleições com a representatividade dos candidatos a deputado e com a necessidade do povo pela renovação. Pelo que pôde ser percebido nos discursos dos presentes, a dicotomia do “novo” e do “velho” vai ser uma das tônicas do partido.

pt2

Outro ponto que será bastante destacado é o nível de aprovação do petista em Anápolis. Nas últimas eleições, ele foi proporcionalmente o prefeito mais bem votado do país e conta com 92% de aprovação do eleitorado do município. “Temos a consciência de que podemos andar com credibilidade e cabeça erguida para dizer que podemos construir um projeto para Goiás para fazer, em quatro anos, o que fizemos em Anápolis.”

Gomide garante que o tempo de TV a que seu partido tem direito é suficiente para que seu projeto seja publicizado. A candidata ao Senado, Marina Sant’Anna, concorda, mas ressalta que a Internet deve desempenhar um papel fundamental nesse sentido.

Ela destaca o entusiasmo da militância petista como outro elemento que não pode ser menosprezado. Esses fatores, somados, minimizariam os problemas de uma chapa puro sangue. “A expressão puro sangue é sempre usada para coisas boas, que vão para o próprio conceito e não precisam negociar com outros segmentos o plano de governo “, ressalta.

pt3

Ela defende sua candidatura afirmando que sempre esteve muito próxima do Senado durante seus trabalhos como deputada federal, seja nas CPMIs, nas comissões especiais ou outras atividades legislativas. De acordo com ela, os senadores atualmente em exercício estão fazendo um bom trabalho, mas há espaço para novidades.

“Cabe uma senadora do campo da esquerda, ligada à presidente Dilma, para poder defender Goiás e essa visão de desenvolvimento que é inclusiva e cuida do meio ambiente”, pontua. Ela reconhece que uma polarização com o candidato da chapa PMDB-DEM, Ronaldo Caiado, é o cenário mais provável. “Ele foi presidente da União Democrática Ruralista enquanto eu trabalhava na Comissão Pastoral da Terra defendendo lavradores que sofriam grilagem de terra. Então temos visões diferentes, por exemplo quanto ao Mais Médicos e à ampliação dos serviços sociais que o governo tem que fazer.”

Presente no evento, o candidato à reeleição no Distrito Federal, Agnelo Queiroz, destacou as qualidades de Gomide e declarou que pretende fazer uma “dobradinha” com o ex-prefeito na administração da região do Entorno: “Meu sonho é trabalhar com ele e enfrentarmos com um choque de estado essa região levando toda uma politica de redução da desigualdade, de acesso a serviços públicos, cuidado da juventude, transporte de qualidade”, disse. “Essa é uma região muito carente do nosso país, não só do Centro-Oeste”, pontuou.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Claudiano Anibal Júnior

A chapa homologada pelo PT não poderia ter um slogan tão apropriado “Puro Sangue”. Pelo que está exposto na reportagem, eles (o PT) já começaram na convenção do partido a retirar na sangue nos trabalhadores que ali compareceram para protestar contra as práticas do partido na Prefeitura de Goiânia. Ironicamente, a bandeira do partido seria priorizar a educação, que está em greve, e a saúde, que está em estado terminal da UTI. Imagino como ficaria as ouras pastas.