“Descaso continua nas unidades de assistência social e na própria Semas”, diz Felisberto Tavares

Vereador fala sobre entraves na instalação da Comissão Especial de Inquérito para investigar a Secretaria na gestão Iris

Foto: Reprodução

O vereador Felisberto Tavares falou ao Jornal Opção sobre a instalação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar o péssimo funcionamento da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Ele relatou a dificuldade para iniciar os trabalhos por conta da morosidade na formação da proporcionalidade de representação, com a indicação de cada líder de partido de um representante para compor a referida comissão.

“Precisamos dar uma resposta à sociedade sobre os motivos de os bairros estarem sem assistência e levantar se os recursos de Brasília pararam de vir, e, se pararam, ver qual foi o motivo”, disse o vereador.

Segundo o parlamentar, até agora os gabinetes dos vereadores não foram notificados para que os líderes indiquem os membros da comissão, “porque o desmando e descaso continuam nas unidades de assistência social, nos núcleos de assistência e na própria secretaria. Tem o descaso em relação às funerárias, com relação ao idoso, à criança e ao adolescente em situação de vulnerabilidade, ao Bolsa Família [na competência da Semas] que está cada dia mais deteriorado”, explicou.

Felisberto relata que essas questões precisam ser elucidadas até para que seja avaliado a consequência da situação à sociedade. Ele diz ainda que talvez a Semas esteja com receio de que os vereadores façam uma espetacularização do fato, e nega que a intenção seja essa. “Se houvesse uma indicação de que a Semas tivesse entrando nos trilhos, mas não é o que acontece. Faça uma visita e verá que as unidades de assistência estão virando verdadeiros ‘mocós’. Temos que ter esse cuidado e saber até quando a situação será levada desse jeito”, explicou Tavares.

Em nota, a Semas informou que todas as ações são divulgadas no portal da transparência. Confira resposta na íntegra:


A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), informa que dispõe de 27 unidades, sendo 15 Centros de Assistência Social (Cras) e 12 Núcleos de Assistência Social (Nas) disponibilizados em todas as regiões da capital, prestando todo atendimento social às famílias em situação de vulnerabilidade social.
Sobre a falta de transparência na destinação dos recursos da Semas, informamos que todas as ações são divulgadas no portal da transparência. Referente às declarações do vereador Felisberto Tavares, ressaltamos que todas as unidades estão funcionando normalmente e desconhecemos a existência de “mocós” nas dependências.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.