Como Ronaldo Caiado se tornou um dos mais relevantes políticos do País

Um “passeio” pelos corredores do Congresso mostra o porquê do senador goiano ser uma das grandes forças nacionais. E se engana quem pensa que só a oposição lhe dá ouvidos: PMDB, PSD e até o próprio PT apostam no democrata 

O senador durante a reunião na Comissão de Relações Exteriores: sempre ativo | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O senador durante a reunião na Comissão de Relações Exteriores: sempre ativo | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

São 13h45 da quinta-feira (14/5) e Ronaldo Caiado acaba de sair da Comissão de Relações Exteriores. Após horas sabatinando os então candidatos a representantes do Brasil na França e na Organização de Estados Americanos (OEA), o goiano segue para o gabinete de número 21.

Ao contrário da maioria dos senadores que participou da sabatina, Caiado foi um dos únicos que permaneceu na sala durante todo o tempo. Enquanto Gleisi Hoffmann (PT-PR) insistia para que a votação acontecesse logo e Edison Lobão (PMDB-MA) conversava com aliados, o líder do Democratas questionava a atuação do Itamaraty durante os 12 anos do governo do PT e punha em xeque as credenciais de um dos sabatinados.

Após o fim da comissão — quando os nomes foram aprovados –, Caiado recebe informações de alguns assessores e vai almoçar. Nada de restaurante, o prato é servido no gabinete mesmo, onde o senador recebeu a redação do Jornal Opção Online. Visivelmente cansado, ele se desculpa pelo pouco tempo e explica que voltaria para Goiânia ainda naquele dia para participar da Exposição Agropecuária da capital.

Sobre a mesa, abarrotada de processos e documentos, também era possível ver o fatídico livro do ex-presidente Uruguaio, Pepe Mujica — no qual este sugere que Lula (PT) tinha conhecimento do Mensalão. Já no sofá, o democrata começa a entrevista falando sobre os compromissos em Goiás, que estão atrasados. “Como a sobrecarga aqui em Brasília está muito grande, e a crise tem piorado a cada dia, este momento tem exigido muito da oposição. E como somos poucos ante a base do governo, trabalhamos sobrecarregados”, justifica.

Para tentar barrar o poder do Palácio do Planalto no Congresso, Caiado conta que os oposicionistas têm que se desdobrar para conseguir estar em todas as comissões. “Como várias matérias são terminativas nas próprias comissões, a carga de trabalho é muito maior do que na Câmara, por exemplo”, conta. Nos pouco mais de dois meses de Senado, o goiano tem se destacado nacionalmente pelas duras críticas ao governo Dilma Rousseff (PT) e pelos posicionamentos firmes. Não raro vê-lo rodeado de repórteres nacionais.

Caiado e o companheiro de partido, Agripino Maia: no entanto, relações não se restringem aos oposicionistas | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Caiado e o companheiro de partido, Agripino Maia: no entanto, relações não se restringem aos oposicionistas | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Mesmo com a postura oposicionista firme — tida, inclusive, como a mais coerente entre os colegas –, Caiado mantém boa relação com parlamentares de partidos aliados ao Planalto, como o PSD, o PP e o PMDB. “Ele não leva nada para o lado pessoal. Combate o bom combate no campo das ideias, mas fora da tribuna é respeitoso com os pares”, confidenciou um senador do PDT.

Atualmente, o goiano anda bem próximo da senadora Ana Amélia (PP-RS), dos tucanos Aloysio Nunes (SP) e Aécio Neves (MG), do pedetista Reguffe (DF) e do pessebista Romário (RJ) — por quem é chamado constantemente de “peixe” e de quem recebe várias relatorias pelo carinho mútuo –, além de estar sempre articulando com o companheiro de partido, o goiano Wilder de Morais, e ser amigo do peemedebista Moka (MS) e do petista Jorge Viana (AC) — com os quais está sempre “quebrando o pau”.

Influências

Para Caiado, a relação da presidente Dilma com o Poder Legislativo está cada vez mais distante. Na Câmara Federal, a petista coleciona derrotas em projetos importantes para o governo. No Senado, Caiado acredita que há chances dos insucessos se repetirem. “Nós vamos testar o tamanho da base na votação das Medidas Provisórias 665 e 664 na próxima semana. Até então não tivemos como balizar a capacidade do governo. Vamos ver se os senadores de partidos que são rotulados como ‘governistas’ vão querer convalidar o estelionato eleitoral de Dilma”, alfineta ele.

Embora reconheça que a força do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), seja responsável pelos maiores entraves do governo federal naquela Casa, o senador sugere que há um fator que está cada vez mais evidente e orientador das votações: as redes sociais. “A influência das ferramentas no voto dos parlamentares tem sido decisiva. O que é muito positivo, pois confere ao Congresso uma maior participatividade do povo. É de se aplaudir”, sustenta.

Reconhecimento nacional não muda os planos, afirma ele | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Reconhecimento nacional não muda os planos, afirma ele | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

De fato, o senador goiano sabe bem o poder das redes sociais. Em sua conta no Facebook, possui 305 mil fãs — que o fazem o político de Goiás mais “famoso” no universo on-line. Um post da página não recebe menos de 3 mil curtidas e outros mil compartilhamentos. Nos comentários, usuários de todo o Brasil elogiando a atuação de Caiado e avalizando seu mandato no Senado.

A força de Ronaldo Caiado já deixou a “porteira” de Goiás. Recentes pesquisas realizadas no Distrito Federal e no Rio de Janeiro mostram o senador goiano variando entre 5% e 10% das menções do eleitorado para Presidência da República. A quatro anos do pleito, os números são comemorados por aliados, mas recebidos apenas como “elogios” pelo senador. “Quero deixar claro que sou representante de Goiás. Vou, em primeiro lugar, prestar resposta e satisfação ao povo do meu Estado, esta é a credencial que recebi. Me comprometi a defender os goianos”, respondeu ele às pesquisas.

Para tanto, o senador garante que não fará oposição ao Governo de Goiás. Embora tenha sido eleito pela chapa adversária em 2014 — sendo, inclusive, o primeiro senador oposicionista a ser eleito em mais de 20 anos –, sua relação com o governador Marconi Perillo (PSDB) não afetará no trabalho que quer desenvolver. “Independente da minha relação política com o governador, qualquer matéria que seja aqui colocada de interesse de Goiás, eu trabalharei a favor”, afiançou.

Ao fazer um balanço do começo do mandato, Caiado diz que está cumprindo sua obrigação de se dedicar exclusivamente ao trabalho no Senado. Lembra, ainda, que tem viajado muito para todos os Estados para participar de movimentos sociais. “Ser reconhecido além das fronteiras de Goiás só aumenta minha responsabilidade”, completa.

Críticas

Senador é o único eleito em chapa anti-governista dos últimos 20 anos | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Senador é o único eleito em chapa anti-governista dos últimos 20 anos em Goiás | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Sempre posicionado contra o governo do PT, o senador fez questão de destacar a crise séria pela qual o País atravessa. Segundo ele, a presidente Dilma perdeu a credibilidade e a capacidade de interlocução com a população brasileira. “Nós temos a responsabilidade de dar manutenção ao processo democrático para que amanhã não venhamos a conviver com um processo de desobediência civil instalada no País”, alerta ele.

“O problema maior não é o governo. É a governante. O fundamental para que se supere uma crise é a credibilidade. É insustentável uma chefe de estado ter dito à população há quatro meses que nada do que está acontecendo iria ocorrer. Dizer que o País ia bem, estava tranquilo, sem inflação, sem aumento de tributos, que não seriam necessários ajustes e, de repente, o que o brasileiro vive é uma outra realidade”, argumenta.

Líder do Democratas no Senado, Caiado acusa as medidas da presidente de serem desumanas, pois estão diretamente ligadas aos momentos mais frágeis da vida do trabalhador: “O governo resolveu fazer o ajuste fiscal não cortando a estrutura da administração, demitindo funcionários e reduzindo a máquina pública, dando, assim, o bom exemplo. Preferiu atingir quem? O cidadão que está desempregado — cortando benefícios do seguro-desemprego –, o cidadão que acaba de perder um ente — reajustando a pensão — e o cidadão que está com problemas de saúde — cortando a licença médica”.

Para Caiado, o ajuste fiscal de Dilma atinge cidadãos desprotegidos. “Não ataca o processo de corrupção, não ataca o gigantismo da máquina pública, não propõe uma ação de contenção real de gastos”, lamenta ele. Dessa forma, a sociedade não aceita o que está sendo proposto, pois, segundo ele, a presidente, quando candidata, mentiu. “‘Por que eu vou contribuir com um processo que eu não fui determinante nele? Pelo contrário… Me induziram a comprar, a fazer dívida, a tirar crédito consignado e, de repente, estou falido e sem condições de seguir com minha vida’… É isso que o cidadão pensa”, conclui.

Em face das últimas notícias envolvendo escândalos no BNDES, o senador goiano se mostra confiante: “Estou otimista e acredito que conseguiremos abrir a CPI do BNDES”. “Da primeira vez não foi possível porque houve retirada de assinaturas, mas agora acho que será diferente. Vamos ver… Tenho 27. Estou no limite, mas confiante”, descontrai ele.

PTB + DEM

Ao que tudo indica, Caiado conseguirá evitar a fusão dos dois partidos. De acordo com ele — que tem trabalhado incansavelmente para esvaziar o discurso dos que pregam a união –, o cenário atual comprova o que havia sido alertado anteriormente.

Dedo em riste: mesmo com postura agressiva, Caiado mantém discurso coerente e debate "no campo das ideias" | Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

Dedo em riste: mesmo com postura agressiva, Caiado mantém discurso coerente e debate “no campo das ideias” | Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

Oito deputados do Democratas votaram apoiando a base do governo (a favor da Medida Provisória 665), em total divergência com a decisão do partido. “Com isso, provo que o interesse que move um grupo é poder se juntar ao PT e a fusão seria o meio de justificar o ganho de facilidades futuras”, explicou.

No entanto, o fato mais relevante levantado pelo senador é que a votação pela executiva do partido para dar início à fusão deveria, pelo estatuto, ter sido feita inicialmente na convenção nacional para que, só então, a executiva fosse credenciada para avançar o processo. “Já recorremos desta decisão, impetrando várias ações em vários municípios para que juridicamente consigamos evitar a fusão”.

Além disso, Caiado acredita que a fusão não consiga ser viabilizada até outubro deste ano — prazo para que haja tempo hábil para mudança de partido aos que desejam concorrer às eleições de 2016.

“Não vamos permitir que tentem acabar com a oposição no País”, finaliza ele. Com certeza, no que depender do senador Ronaldo Caiado, a oposição no Congresso estará mais viva do que nunca.

 

21
Deixe um comentário

20 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
Eurides Carlos

Parabéns Senador Ronaldo Caiado pela sua postura de um parlamentar sério, que não tem mêdo de dizer a verdade, que busca força além dos limites para defender o povo sofrido desse Brasil gigante que tinha tudo para ser do primeiro mundo e que os trabalhadores estão perdendo tudo aquilo que foi conquistado em governos do passado. Nossa Bandeira é verde e amarelo e não vermelha com foice e martelo. Vai em frente senador Caiado e que o Grande Homem te proteja nos teus propósitos.

Paulo Afonso Da Rocha Silva

Ronaldo Caiado é, hoje, a voz que a maior parte dos brasileiros, descontentes desde há muito tempo com a condução política do País, se ergue e reproduz a insatisfação nacional. Só para ficar bem claro, o grande êxito de Aécio Neves nas últimas eleições presidenciais foi perceber (pessoalmente, como ele confessou), que o povo esteva desejoso por encontrar esta Voz. Marina só se destacou, inclusive na eleição anterior, por transmitir essa esperança, mas, Aécio foi mais eficiente. Contudo, Aécio voltou a ser Aécio. Ronaldo Caiado é,sem dúvida, no momento, nossa Voz.

Médicogyn

Pra mim não tem releväncia e nem coerência, pq vivia descendo o estrabo no Iris, e na hora que viu que não ia se eleger senador,correu para se juntar ao PMDB e usar os votos.

Rafael Pereira Mota

grande senador, com certeza teria o meu voto para presidente se assim o fizesse, moro na bahia, infelizmente não temos um representante á altura do senador caiado no senado representando nosso estado.

Carlos Callefi

Parabéns senador Caiado, pela postura ética e determinada que orgulha todos os goianos agora e com certeza caminhando para orgulhar todos os brasileiros que acreditam e desejam ver nosso país retomar o verdadeiro estado democrático, hoje desfigurado pela quadrilha travestida de partido que está no poder. A lamentar, a postura atual da “oposição”, passiva, inoperante, vivendo de cada vez mais raros discursos tímidos contra o “governo”, o silêncio estranho e inadmissível do Aécio que se apresentou como principal representante da indignação da população. Nossas esperanças estão voltadas para os poucos parlamentares que não esmorecem, sendo você sem dúvida o maior… Leia mais

Laércio José de Souza

Parabéns Senador Caiado! Sempre votei no PSDB para ser contra o PT, mas percebo que o PSDB não faz a oposição que o o Brasil precisa. Depois das últimas eleições presidenciais, pude ver que apenas o Senador Caiado faz a oposição contundente contra o desgoverno corrupto do PT, razão pela qual tornou-se referência politica nacional. Gostaria de vê-lo candidatando-se para presidente do Brasil para apoia-lo. Com Caiado, o Brasil vai ser respeitado!!!

Anderson Candido Moraes

parabéns e vá para Presidente .

Marcos Rodrigues

Mas, um momento, sera que e so a Venina que e mortal, e o Lula, a Dilma, o Dirceu, o Genoíno os picaretas todos do PT são o que, Highlanders ou imortais, tem peito de aço, bala fura ali tambem, eh eh – matou morreu compadres, todo mundo ali e mortal, alias podíamos iniciar a sequencia pois pelo que sei todo mundo morre um dia, e quem tem cu tem medo, bala neles porra. estamos lidando com bandidos e com bandidos o tratamento e chumbo, leis tribunais não estão virando nada, os condenados estão em casa, vivendo, bem, entrando na… Leia mais

I AM POOTIS MAN

E ainda li um comentário esses dias que a direita está exinta… kkkkkk

Terezinha Rezende

O Senador Ronaldo Caiado me parece ser um dos poucos, ou talvez o único, a ser patriota, uma palavra que parece fora de moda para os políticos. Venho acompanhando a crise instalada, e quando penso, agora vai, acontece os conchavos vergonhosos do Presidente do Senado, sempre voltado para o próprio umbigo, pelo presidente da câmara e por muitos congressistas tidos como “oposição”. A sensação que tenho é que os parlamentares, como os juizes do STF, não dão a mínima para o país e para o povo e que fazem político em benefício próprio. Ronaldo Caiado é um lutador e tem… Leia mais

Fernando Martins da Nobrega

O trabalho e a preocupação do Senador Ronaldo Caiado com os problemas do Brasil, são motivos para nós brasileiros decepcionados e entristecidos , motivados que estamos, pela situação caótica que estamos vi vendo , são motivos que nos leva a acreditar que em breve teremos um brasileiro que fale a nossa linguagem e possa nos devolver a esperança de melhores dias para nós brasileiros e o orgulho de termos esse brasileiro – CAIADO – como nosso Presidente , não importa a sigla partidária. Estou acreditando que “com Caiado o Brasil será respeitado”. Conta comigo !!!

Raul Vitorino

Espero um dia ver o senhor na presidência, e que não demore muito. O senhor é um dos poucos da política nacional que tem capacidade ética, política e intelectual para dar uma guinada no Brasil para um rumo promissor. Sabe como nenhum argumentar, ser oposição leal e fazer muito barulho (barulho e caos apenas para os ouvidos e cerebros do governo, para os nossos soa como música de qualidade) no congresso e Brasil adentro. Continue assim que um dia chegará a ocupar o cargo máximo do poder executivo brasieiro.

João Carlos Carvalho

É o político melhor preparado do nosso país , além de ser honesto , bom caráter e não ser covarde . Quero vê-lo como Presidente da República para poder me orgulhar de novo do meu Brasil e poder ter certeza de um futuro decente para meus filhos e netos .

Mimi

Bravo ilustre Senador “Ronaldo Caiado”, tenho a certeza que sua candidatura a presidência do Brasil daria esperança a população brasilera que já está cansada de tantos desmandos deste atual DESGOVERNO BOLIVARIANO.

Não queremos COMUNISMO, POPULISMO, SOCIALISMO no Brasil, não combina com a nossa cultura e a nossa mentalidade brasileira livre, aberta e progressista, queremos a sim, a DEMOCRACIA, que e a cara do Brasil!!!

Aparecido Galhardi

parabens senador, diz o que tem convicção, diz a naçao brasileira,que Lula sabia dos roubos do mensalao do Petrolao e do BNDS,assim tornara o politico mais
cofiavel,diz as ideias do foro de sao paulo, pois vossa excelencia nunca teve envolvido com esses vagabundos ladroes que roubam de crianças de idosos,que rouba de quem nao tem ,precisamos de um estadista, seu passado é limpo. somos aqui de Nova Crixas-go

José Francisco Paulo Lima

Pouquíssimos parlamentares tem a coragem, conhecimento de causa e ousadia que esse Senador tem, parabéns Ronaldo Caiado, mantenha-se na luta que na hora certa o povo lhe apoiará.

Maria Lucia Duarte

Parabéns pela sua postura , pelas suas colocações na sabatina ,na comissão de ética do senado , do pretendente ao posto máximo do STF. O povo brasileiro está confiante que a oposição não vai deixá-lo passar no Senado, no dia 19. Nós, brasileiros, merecemos homens éticos. “Fora lobos vestidos de cordeiro”.

Hélio José Lisboa

Se ele for candidato em 2018 provavelmente meu vot sera oara ele.Votei em Aecio mas estou decpicionado com a postura do PSDB como oposiçao.Avante senador.

Padrão Uniformes

Parabéns Senador… Seu posicionamento correto, justo e patriota o torna apto a candidatar-se ao cargo de Presidente da República, e com certeza seria minha opção.

Wellyngton Moreira

Disparado, Ronaldo Caiado é o SENADOR que mais tem representado o POVO Brasileiro.
O Brasil é mais goiano a cada dia!

Francisco Stumbo

A frustração juntou-se à ignorância e formou o ressentimento. Mas,sobre esses fatores negativos residuais,existe,palpitante,um objetivo comum, uma identificação de idéias,uma solidariedade de interesses que só tem sido prejudicada pelo aparente menosprezo do falido governo brasileiro para com a sociedade. O que falta para realizar uma grande obra de transformação política é retomar,em termos atuais, a fé com que esses ideais foram defendidos pelos nossos maiores homens . E realizar , em nossos dias, diante do perigo de desobediência civil e da destruição da pseudo democracia,uma obra de restruturação nacional. Quando todos sentirem que os problemas de cada um afeta a… Leia mais